acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petrobras-PDVSA

Severino pressiona por refinaria

08/03/2005 | 00h00

Petrobras começa a estudar local para nova unidade em meio a guerra de lobbies políticos

Em meio a pressões políticas que já mobilizam figuras do quilate do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), começaram ontem os trabalhos do grupo binacional que estudará por seis meses os detalhes técnicos da nova refinaria que a Petrobras construirá em parceria com a Petroleos de Venezuela S.A (PDVSA). Cercado de expectativas, pois definirá em seis meses esperados detalhes como a localização da unidade, o grupo tentará se manter isolado das pressões que já incluíram tanto o Ministério de Minas e Energia como o próprio Palácio do Planalto no roteiro da peregrinação de governadores e deputados nordestinos.
Embora a Petrobras faça questão de afirmar que a localização obedecerá a critérios estritamente técnicos, somente na última semana a ministra Dilma Rousseff recebeu pelo menos duas comitivas de governadores e deputados, dos estados do Ceará e Rio Grande do Norte. Na mesma semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também foi contemplado com a visita do governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcellos.
Nos três casos, foram entregues à ministra e ao presidente calhamaços com as credenciais de cada um dos candidatos. Desses encontros, pelo menos três mensagens concretas cada um dos governadores pôde levar para casa: os três estados estão no páreo; a decisão resultará de uma análise eminentemente técnica e não haverá interferência de intermediários.
Na última semana, a ministra Dilma Rousseff revelou para interlocutores da comitiva potiguar que persiste a dúvida, entre executivos da Petrobras, sobre a viabilidade da tecnologia de refino de petróleo pesado da PDVSA.
Um dia antes, o presidente Lula foi anfitrião do governador pernambucano Jarbas Vasconcellos, em um encontro com a bancada do estado no Congresso, que inclui pesos-pesados como o presidente da Confederação Nacional da Indústria, deputado Armando Monteiro Neto (PTB). O presidente do Porto de Suape, Matheus Antunes, revelou que o presidente da Câmara, o deputado Severino Cavalcante (PP), enviou uma carta ao governo pernambucano para manifestar apoio oficial.
- É toda uma grande força-tarefa. A gente tem general de tudo quanto é patente - brincou Antunes, ao lembrar que já tem pronto um Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima) do projeto, que agilizará o processo de licenciamento da refinaria.



Fonte: Jornal do Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar