acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Setor naval puxa desempenho da Wartsila no semestre

02/08/2012 | 17h49

 

A Wärtsilä, empresa líder global no fornecimento de motores e prestação de serviços para navios e usinas termelétricas, registrou resultado operacional de € 113 milhões no trimestre. No semestre, as cifras chegaram a € 215 milhões.
Para Björn Rosengren, CEO global da companhia, o segundo trimestre marcou um progresso constante para a empresa. “Nossas vendas líquidas cresceram 6% e nossa rentabilidade foi de 10,3%. Continuamos a trabalhar para alcançar nossas metas de rentabilidade para o ano”, diz.
O total de pedidos em carteira ao fim do semestre totalizou € 4,5 bilhões, representando um crescimento de 19%. A entrada de pedidos no período aumentou 7%, para € 2,3 bilhões. Desta vez, a divisão voltada para os segmentos naval e offshore teve uma participação mais significativa nos resultados, com demandas para projetos que visam melhoria da eficiência energética e sistemas de redução de impactos ambientais. A Wärtsilä prevê oportunidades também no segmento de embarcações a gás (GNL). “Esses são temas centrais nas discussões relativas à construção de novos navios e devem crescer em importância daqui para frente”, comenta Rosengren.
Ao longo do ano, as encomendas de embarcações mercantes devem ser menores que as registradas em 2011, dado que o setor atualmente opera com capacidade ociosa - o que afeta também as contratações de serviços. Porém os mercados de offshore, transporte de gás combustível e outros segmentos especializados devem manter os negócios aquecidos.
Já o mercado de geração de energia elétrica se mantém em cenário estável. Enquanto os países emergentes investem na ampliação de novas capacidades de geração, os mais desenvolvidos buscam tecnologias que permitam redução das emissões de CO2 e substituem suas plantas mais ultrapassadas.

A Wartsila, empresa líder global no fornecimento de motores e prestação de serviços para navios e usinas termelétricas, registrou resultado operacional de € 113 milhões no trimestre. No semestre, as cifras chegaram a € 215 milhões.


Para Bjorn Rosengren, CEO global da companhia, o segundo trimestre marcou um progresso constante para a empresa. “Nossas vendas líquidas cresceram 6% e nossa rentabilidade foi de 10,3%. Continuamos a trabalhar para alcançar nossas metas de rentabilidade para o ano”, diz.


O total de pedidos em carteira ao fim do semestre totalizou € 4,5 bilhões, representando um crescimento de 19%. A entrada de pedidos no período aumentou 7%, para € 2,3 bilhões. Desta vez, a divisão voltada para os segmentos naval e offshore teve uma participação mais significativa nos resultados, com demandas para projetos que visam melhoria da eficiência energética e sistemas de redução de impactos ambientais. A Wartsila prevê oportunidades também no segmento de embarcações a gás (GNL). “Esses são temas centrais nas discussões relativas à construção de novos navios e devem crescer em importância daqui para frente”, comenta Rosengren.


Ao longo do ano, as encomendas de embarcações mercantes devem ser menores que as registradas em 2011, dado que o setor atualmente opera com capacidade ociosa - o que afeta também as contratações de serviços. Porém os mercados de offshore, transporte de gás combustível e outros segmentos especializados devem manter os negócios aquecidos.


Já o mercado de geração de energia elétrica se mantém em cenário estável. Enquanto os países emergentes investem na ampliação de novas capacidades de geração, os mais desenvolvidos buscam tecnologias que permitam redução das emissões de CO2 e substituem suas plantas mais ultrapassadas.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar