acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Estudo

Setor de TI lidera Fusões e Aquisições no Brasil

29/10/2012 | 14h06

 

Apesar de discreto, o setor de TI mantém a liderança nas transações de fusões e aquisições no Brasil, com 78 transações até setembro de 2012. O dado é do relatório emitido pela PwC que analisa as atividades de F&A no país. Setores como varejo, prestação de serviços e serviços públicos responderam por 23% das operações.
Ainda que em menor escala, os demais setores como mineração, construção, educação, mecânica, serviços imobiliários, de saúde, transporte e armazenagem, entre outros, foram responsáveis por 44% dos negócios anunciados, com 262 transações no período de janeiro a setembro deste ano. “Isso  reforça o perfil multisetorial brasileiro, aumentando em 2,6% o volume de transações nos demais segmentos em comparação ao mesmo período em 2011”, destaca Alexandre Pierantoni, sócio da PwC Brasil.
As principais negociações que movimentaram as fusões e aquisições no país foram nas áreas de TI, com a compra da ETradeLad pela norte-americana Perseus Telecom, compra da Cenize Informática, por £ 6,6 milhões, pela Britânica Sage, além de transações no segmento de Varejo, com a venda de 30,95% da alemã Faber Castell, no Brasil, pela Maracaju, e aporte na grife Chilli Beans, realizado pela Gávea Investimentos. Outro setor que se destacou em setembro foi o de prestação de serviços, com a compra, por R$ 15 milhões, da Itax Corretora, pela Brasil Insurance e aporte da Redpoint e.ventures, na Minuto Seguro.

Apesar de discreto, o setor de TI mantém a liderança nas transações de fusões e aquisições no Brasil, com 78 transações até setembro de 2012. O dado é do relatório emitido pela PwC que analisa as atividades de F&A no país. Setores como varejo, prestação de serviços e serviços públicos responderam por 23% das operações.


Ainda que em menor escala, os demais setores como mineração, construção, educação, mecânica, serviços imobiliários, de saúde, transporte e armazenagem, entre outros, foram responsáveis por 44% dos negócios anunciados, com 262 transações no período de janeiro a setembro deste ano. “Isso  reforça o perfil multisetorial brasileiro, aumentando em 2,6% o volume de transações nos demais segmentos em comparação ao mesmo período em 2011”, destaca Alexandre Pierantoni, sócio da PwC Brasil.


As principais negociações que movimentaram as fusões e aquisições no país foram nas áreas de TI, com a compra da ETradeLad pela norte-americana Perseus Telecom, compra da Cenize Informática, por £ 6,6 milhões, pela Britânica Sage, além de transações no segmento de Varejo, com a venda de 30,95% da alemã Faber Castell, no Brasil, pela Maracaju, e aporte na grife Chilli Beans, realizado pela Gávea Investimentos. Outro setor que se destacou em setembro foi o de prestação de serviços, com a compra, por R$ 15 milhões, da Itax Corretora, pela Brasil Insurance e aporte da Redpoint e.ventures, na Minuto Seguro.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar