acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Setor de óleo e gás investe em contratação e considera outros mercados

10/08/2011 | 16h15
Dados da filial do Rio de Janeiro da Asap, consultoria de recrutamento e seleção de executivos de média gerência, mostram que no primeiro semestre de 2011, a demanda por engenheiros do segmento de petróleo e gás aumentou 120% em comparação ao segundo semestre do ano anterior.

Para o sócio-gerente responsável pela filial, Rafael Meneses, as empresas deste segmento estão investindo em um número maior de contratações para se prepararem para o volume de trabalho dos próximos anos.  “Com a descoberta do pré-sal, o Brasil dobrou o volume de suas reservas e, provavelmente, novos campos ainda serão encontrados. Com a escassez de mão-de-obra nesta área, as empresas dispararam a caçar grandes volumes de engenheiros, inclusive de outras áreas, pra prepará-los dentro de casa”, diz.

As maiores oportunidades estão em empresas de engenharia submarina, que são fornecedoras da Petrobras. Os cargos mais requisitados são de gerentes de projetos, engenheiros mecânicos para atuação offshore (embarcados), engenheiros projetistas, engenheiros de materiais e também de soldagem.

“Para os profissionais, o momento é uma ótima oportunidade de desenvolvimento de carreira, já que as empresas estão dispostas a investir em formação e treinamento”, acrescenta Meneses.

O mercado de Petróleo e Gás representou, no primeiro semestre de 2011, 27% dos projetos da filial carioca da Asap.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar