acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
ExpoPostos & Conveniência

Setor de distribuição de combustíveis prevê crescimento em 2015

06/08/2015 | 10h53

 

A ExpoPostos & Conveniência 2015 – XII Feira e Fórum Internacional de Postos de Serviços, Equipamentos, Lojas de Conveniência e Food Service, maior evento do setor de distribuição de combustíveis do País, inaugurou hoje (05/08) sua 12ª edição, com a presença de mais de 400 lideranças de entidades do setor, dirigentes e executivos das maiores empresas de distribuição e de fornecedores, e previsão de receber 20 mil visitantes.
 
A perspectiva de realização de negócios da feira – de pelo menos R$ 150 milhões – retrata o otimismo dos dirigentes do setor, apesar do cenário recessivo da economia. O presidente em exercício do Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes), Jorge Luiz Oliveira, destacou que o varejo de conveniência cresceu 5,5% no ano passado, índice que atingiu 22% no caso dos associados à entidade, e segue em expansão, com mais de 4.000 lojas no País.
 
Já as vendas de combustíveis cresceram 1% no primeiro semestre, em comparação a igual período de 2014, puxadas pelo incremento de 38,5% do etanol hidratado, que compensaram a queda do diesel e da gasolina, afirmou o presidente da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes), Paulo Miranda Soares. “Nosso mercado é pujante e segue investindo”, afirmou.
 
Leonardo Pontes, Vice-Presidente de vendas da Raízen, destacou que, apesar do cenário de retração econômica, os investimentos continuam. Na rede Shell, estão programados investimentos diretos e indiretos de R$ 1 bilhão, o que abrange desde as bases de distribuição, até os postos de combustíveis, incluindo o setor de aviação e atendimento às indústrias.
O presidente da ALE, Marcelo Alecrim, destacou que a empresa também vem cumprindo sua meta de vendas, pois sempre esteve muito bem preparada para atuar em diversos cenários. “A participação na ExpoPostos é uma oportunidade de conhecer as soluções implementadas ao longo do território nacional, ou em regiões específicas, e que podem ser adotadas em outras localidades”, afirmou.
A demanda por novas soluções e tecnologia da indústria de equipamentos pode ser medida pelos dados da ABIEPS (Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos para Postos de Serviços). Segundo o presidente da entidade, Antônio Augusto Ferreira, o setor de equipamentos e serviços para postos faturou, de janeiro a julho de 2015, pouco mais de R$ 1,060 bilhão, e a previsão é de que as vendas atinjam R$ 1,815 bilhão até o final do ano. “Buscamos o aumento da eficiência do revendedor, o incremento de vendas, e o maior controle da operação dos postos, entre outros aspectos, que irão garantir melhores resultados ao nosso setor”, afirmou.
 
A perspectiva da ExpoPostos & Conveniência, de movimentar pelo menos R$ 150 milhões em negócios, está sustentada nos diversos lançamentos e tecnologias apresentadas por fornecedores do setor, e que atendem às demandas por mais eficiência, melhor gestão e produtividade, além de excelência no atendimento ao consumidor. “Épocas difíceis requerem garra, desempenho e também maior produtividade e investimento em inovação”, recomendou o economista Eduardo Gianetti da Fonseca, que realizou a palestra inaugural da ExpoPostos Combustíveis.
 
Apesar do cenário bastante recessivo apresentado por ele, Gianetti da Fonseca lembrou que a frota brasileira de veículos cresceu do patamar de 23,6 milhões de veículos em 2003 para 43,4 milhões em 2013. “Esse estoque de veículos está na rua, e isso ajuda a manter as vendas de gasolina e etanol, embora o diesel seja mais sensível”, observou.
O presidente da Fecombustíveis também destacou que “embora a indústria automobilística tenha previsão de queda de 20% este ano, ela produziu 3,5 milhões de veículos a mais no ano passado, e há mais de 40 milhões de veículos nas ruas”.

A ExpoPostos & Conveniência 2015 – XII Feira e Fórum Internacional de Postos de Serviços, Equipamentos, Lojas de Conveniência e Food Service, maior evento do setor de distribuição de combustíveis do País, inaugurou hoje (05/08) sua 12ª edição, com a presença de mais de 400 lideranças de entidades do setor, dirigentes e executivos das maiores empresas de distribuição e de fornecedores, e previsão de receber 20 mil visitantes. 

A perspectiva de realização de negócios da feira – de pelo menos R$ 150 milhões – retrata o otimismo dos dirigentes do setor, apesar do cenário recessivo da economia. O presidente em exercício do Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes), Jorge Luiz Oliveira, destacou que o varejo de conveniência cresceu 5,5% no ano passado, índice que atingiu 22% no caso dos associados à entidade, e segue em expansão, com mais de 4.000 lojas no País. 

Já as vendas de combustíveis cresceram 1% no primeiro semestre, em comparação a igual período de 2014, puxadas pelo incremento de 38,5% do etanol hidratado, que compensaram a queda do diesel e da gasolina, afirmou o presidente da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes), Paulo Miranda Soares. “Nosso mercado é pujante e segue investindo”, afirmou. 

Leonardo Pontes, Vice-Presidente de vendas da Raízen, destacou que, apesar do cenário de retração econômica, os investimentos continuam. Na rede Shell, estão programados investimentos diretos e indiretos de R$ 1 bilhão, o que abrange desde as bases de distribuição, até os postos de combustíveis, incluindo o setor de aviação e atendimento às indústrias.

O presidente da ALE, Marcelo Alecrim, destacou que a empresa também vem cumprindo sua meta de vendas, pois sempre esteve muito bem preparada para atuar em diversos cenários. “A participação na ExpoPostos é uma oportunidade de conhecer as soluções implementadas ao longo do território nacional, ou em regiões específicas, e que podem ser adotadas em outras localidades”, afirmou.

A demanda por novas soluções e tecnologia da indústria de equipamentos pode ser medida pelos dados da ABIEPS (Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos para Postos de Serviços). Segundo o presidente da entidade, Antônio Augusto Ferreira, o setor de equipamentos e serviços para postos faturou, de janeiro a julho de 2015, pouco mais de R$ 1,060 bilhão, e a previsão é de que as vendas atinjam R$ 1,815 bilhão até o final do ano. “Buscamos o aumento da eficiência do revendedor, o incremento de vendas, e o maior controle da operação dos postos, entre outros aspectos, que irão garantir melhores resultados ao nosso setor”, afirmou. 

A perspectiva da ExpoPostos & Conveniência, de movimentar pelo menos R$ 150 milhões em negócios, está sustentada nos diversos lançamentos e tecnologias apresentadas por fornecedores do setor, e que atendem às demandas por mais eficiência, melhor gestão e produtividade, além de excelência no atendimento ao consumidor. “Épocas difíceis requerem garra, desempenho e também maior produtividade e investimento em inovação”, recomendou o economista Eduardo Gianetti da Fonseca, que realizou a palestra inaugural da ExpoPostos Combustíveis. 

Apesar do cenário bastante recessivo apresentado por ele, Gianetti da Fonseca lembrou que a frota brasileira de veículos cresceu do patamar de 23,6 milhões de veículos em 2003 para 43,4 milhões em 2013. “Esse estoque de veículos está na rua, e isso ajuda a manter as vendas de gasolina e etanol, embora o diesel seja mais sensível”, observou.O presidente da Fecombustíveis também destacou que “embora a indústria automobilística tenha previsão de queda de 20% este ano, ela produziu 3,5 milhões de veículos a mais no ano passado, e há mais de 40 milhões de veículos nas ruas”.

 



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar