acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Serão licitados três blocos de gás em Deltana, na Venezuela, no começo de 2006

22/12/2005 | 00h00

O Ministério de Energia e Petróleo da Venezuela planeja licitar em princípios de 2006 licenças de exploração e produção para três blocos offshore abundantes em gás natural situados na plataforma Deltana, a leste do país, disse a BNamericas o titular da carteira e presidente da petroleira estatal PDVSA, Rafael Ramírez.

O três blocos em questão são Punta Pescador, Guarapiche e Corocoro.

A petroleira major norte-americana Chevron já está explorando em busca de gás nos blocos 2 e 3 de Deltana. A petroleira estatal francesa Total e a noruega Statoil são sócias no bloco 4.
 
A PDVSA está construindo um sistema de dutos submarinos para levar a produção de gás desde Deltana até Cigma, e uma instalação de gás natural liqüefeito (GNL) e petroquímicos que se construirá na área com um custo de bilhões de dólares, segundo Ramírez, que acrescentou que a idéia é aproveitar o duto explorando na busca de mais gás em Deltana.

Os três blocos que foram licitados no começo de 2006 correspondem a primeira etapa, segundo Ramírez, acrescentando que durante o próximo ano serão licitados mais blocos.

Em meados de novembro, durante uma conferência realizada para os fabricantes de plásticos da região andina, o presidente da PDVSA Gas, Aníbal Rosas, disse que em 2006 poderiam oferecer-se até sete áreas, entra elas cinco blocos na plataforma Deltana e duas no golfo de Paria.

Ainda assim, a PDVSA se associará com a energética federal brasileira, a Petrobras, para explorar outros quatro blocos na região de Mariscal Sucre, indicou Rosas na oportunidade.

A PDVSA adjudicou recentemente três blocos de gás diante das costas ocidentais da Venezuela nomarco da segunda fase do projeto Rafael Urdaneta, mas planeja efetuar mais estudos sísmicos na área antes de retomar o projeto em 2007.

Os três blocos novos em Deltana seguirão o mesmo formato de licitação que Rafael Urdaneta, explicou Ramírez, o que significa que as empresas apresentarão ofertas em envelopes fechados e ganhará a maior delas.

Os concessionário da segunda fase do Rafael Urdaneta foram Vinccler Oil & Gas - a unidade venezuelana da petroleira canadense PetroFalcon -, a brasileira Petrobras, a japonesa Teikoky, a italiana Eni e a espanhola Repsol.

Atualmente a PDVSA produz cerca de 6.600 milhões de pés cúbicos por dia de gás natural, cuja maioria se emprega para a recuperação secundária de petróleo, enquanto o resto, cerca de 2.200 milhões de pes cúbicos por dia se destina a usos como geração termelétrica, refino e produção de petroquímicos.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar