acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Seminário Internacional sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento

17/05/2016 | 12h03

Começa hoje, terça-feira (17), no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, o Seminário Internacional sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, com foco nos temas água, energia e alimentos. A ideia é compartilhar conhecimentos e experiências sobre as mudanças globais e seus impactos sobre os recursos naturais.

O evento, que prossegue até o dia 19 de maio no mesmo local, reunirá estudiosos de vários países do continente americano. Promovido pela Fundação PTI, por meio do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), e pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), o Seminário também conta com apoio da Itaipu Binacional, do Programa Hidrológico Internacional da Unesco (PHI-Unesco) e da Universidade do Arizona (EUA).

A abertura será às 9h20, no Auditório César Lattes, e contará com a presença do diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, Nelton Friedrich, do diretor-superintendente da Fundação PTI, Juan Carlos Sotuyo, e do secretário do PHI-Unesco, Miguel Dória.

A primeira atividade do Seminário será uma palestra magna sobre mudanças globais e segurança hídrica na América Latina e Caribe, ministrada por Miguel Dória, do PHI-Unesco, com início previsto para as 11 horas. Já às 13h30, serão abertas as sessões técnicas.

Ao todo, serão promovidas oito sessões, entre 17 e 18 de maio. Nelas, serão apresentados estudos, projetos e práticas que envolvam os temas centrais, incentivando a formação de uma comunidade técnica e científica em busca de soluções sustentáveis.

Entre os temas apresentados no primeiro dia das sessões técnicas estão: mudanças climáticas globais e o impacto sobre os recursos naturais; interdisciplinaridade e mudanças climáticas globais; e mudanças globais e impactos sociais – vulnerabilidade e adaptação em relação à mudanças climáticas e eventos extremos.

No segundo dia (18), o evento começa às 8h30, com sessões técnicas sobre os temas: nexo água, energia e alimento para gestão sustentável de recursos hídricos; projetos cooperados; políticas públicas e regulamentação; e desafios no ensino e pesquisa sobre o nexo água, energia e alimentos. O encerramento das sessões está previsto para ocorrer às 17h30.

A programação do Seminário encerra na quinta-feira (19), com a realização de dois eventos paralelos – um curso sobre o Sistema de Informações Geográficas para a Gestão de Recursos Hídricos e visitas a duas unidades de produção de biogás.

O curso será ministrado pelo CIH, centro implantado pela Itaipu e pela Fundação PTI, em parceria com o PHI-Unesco, que atua no desenvolvimento de soluções inovadoras e ferramentas de hidroinformática para a gestão sustentável dos recursos hídricos.

As visitas técnicas serão efetuadas na Granja Haacke, no município de Santa Helena, e no Condomínio Ajuricaba, localizado em Marechal Cândido Rondon.

 

A Granja Haacke participa do projeto de Mobilidade a Biometano, desenvolvido pelo CIBiogás, em parceria com a Scania do Brasil, Itaipu Binacional e Fundação PTI, com o objetivo de fomentar a mobilidade a biometano, produzido a partir de dejetos de animais e resíduos da agricultura.

 

Já o Condomínio Ajuricaba é a primeira comunidade do Brasil composta por 33 pequenas propriedades rurais que, em conjunto, produzem energia elétrica e biofertilizante por meio do biogás.

 

A Itaipu

 

Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,35 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75 % do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.



Fonte: Assessoria/Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar