acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Segurança hídrica é discutida em seminário da Fiesp

20/03/2013 | 09h59

 

O uso consciente dos recursos hídricos foi discutido na terça-feira (19) durante o Seminário Internacional sobre o Reúso de Água, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Durante o evento, o presidente do Conselho Mundial de Água, Benedito Braga, defendeu o conceito de segurança hídrica que, segundo ele, existe quando todos têm acesso físico e econômico à água em quantidade e qualidades suficiente para atender a demandas humanas, econômicas e ecológicas para que todos tenham uma vida ativa e saudável.
Braga ressaltou que a segurança hídrica se apoia em três pilares: humana, relacionada às necessidades básicas ligadas à higiene, saúde e alimentação. Socioeconômica, que busca fontes confiáveis de água que podem trazer padrões adequados de vida para a maioria da população. E ecológica, quando se preocupa com o retorno adequado da água para se manter o equilíbrio ecológico e a biodiversidade.
“Prover segurança à população é um dos deveres básicos do estado. O aumento das necessidades sociais econômicas e ambientais dos povos em relação à água passa a ser um componente estrutural dessa segurança. Precisamos garantir o acesso seguro e sustentável à água para todos os indivíduos e setores da economia. Precisamos melhorar a capacidade de produção e garantir o uso múltiplo das águas e reduzir os riscos de catástrofes relacionadas à água”, ressaltou.
Dia Mundial da Água, criado há 20 anos pela Organização das Nações Unidas (ONU), será comemorado na sexta-feira, dia 22 de março. Braga lembrou que o ano de 2013 foi determinado pela ONU como o Ano Internacional da Cooperação da Água.

O uso consciente dos recursos hídricos foi discutido na terça-feira (19) durante o Seminário Internacional sobre o Reúso de Água, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Durante o evento, o presidente do Conselho Mundial de Água, Benedito Braga, defendeu o conceito de segurança hídrica que, segundo ele, existe quando todos têm acesso físico e econômico à água em quantidade e qualidades suficiente para atender a demandas humanas, econômicas e ecológicas para que todos tenham uma vida ativa e saudável.


Braga ressaltou que a segurança hídrica se apoia em três pilares: humana, relacionada às necessidades básicas ligadas à higiene, saúde e alimentação. Socioeconômica, que busca fontes confiáveis de água que podem trazer padrões adequados de vida para a maioria da população. E ecológica, quando se preocupa com o retorno adequado da água para se manter o equilíbrio ecológico e a biodiversidade.


“Prover segurança à população é um dos deveres básicos do estado. O aumento das necessidades sociais econômicas e ambientais dos povos em relação à água passa a ser um componente estrutural dessa segurança. Precisamos garantir o acesso seguro e sustentável à água para todos os indivíduos e setores da economia. Precisamos melhorar a capacidade de produção e garantir o uso múltiplo das águas e reduzir os riscos de catástrofes relacionadas à água”, ressaltou.


Dia Mundial da Água, criado há 20 anos pela Organização das Nações Unidas (ONU), será comemorado na sexta-feira, dia 22 de março. Braga lembrou que o ano de 2013 foi determinado pela ONU como o Ano Internacional da Cooperação da Água.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar