acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Licitação

Segunda rodada arrecada três vezes mais do que a primeira

29/06/2006 | 00h00


A Segunda Rodada de Licitações de áreas com acumulações marginais da Agência Nacional do Petróleo (ANP) terminou com a arrecadação de cerca de R$ 10,6 milhões em bônus e R$ 24 milhões em compromisso de investimento em função dos programas de trabalho iniciais.

O diretor-geral da ANP, Haroldo Lima, atribui o alto rendimento que superou em quase 10 vezes a arrecadação da rodada anterior, que foi de R$ 3 milhões, ao interesse do empresário brasileiro pela possibilidade de empreender como pequeno e médio produtor petrolífero.

Das 14 áreas oferecidas, 11 foram arrematadas por nove das 55 empresas habilitadas. As áreas mais disputadas foram os campos de gás natural da bacia de Barreirinhas, no Maranhão. A área de Espigão, localizado no município de Santo Amaro, a 180 km de São Luís, recebeu 11 ofertas. A Oeste de Canoas, na cidade de Barreirinhas, a 200 km de São Luís, teve oito propostas.

O lance mais alto da rodada, no entanto, foi oferecido pela empresa Rio Proeng, pela área de São João, também na bacia de Barreirinhas (MA), mas com maior acumulação de óleo. A proposta da vencedora da licitação para a reativação dos três poços de São João foi de R$ 4.237.500 de bônus com um PTI de 656 unidades de trabalho.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar