acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pessoas

Segmento de Lubrificantes ganha diretoria no Sindicom

05/04/2011 | 10h01
O segmento de distribuição está vendo surgir um novo cenário, no qual os óleos lubrificantes assumiram papel importante no mercado. Para tratar de assuntos relativos a este segmento, foi empossada, no dia 1º de abril a Diretoria de Lubrificantes do Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes).
 
 
De acordo com Nelson Gomes, primeiro diretor de Lubrificantes da entidade, este mercado movimentou no último ano, cerca de R$ 8 bilhões no Brasil. “Atualmente existem cerca de 150 produtores e mais de 200 importadores no Brasil, que comercializam aproximadamente 9.000 produtos lubrificantes. Estes dados demonstram o crescimento e o nível de competitividade que o setor vem experimentando, com cada vez mais novos fabricantes e importadores no mercado”, analisa.



Hoje o Sindicom conta com 12 associadas, das quais cinco, dedicam-se exclusivamente à produção e distribuição de óleos lubrificantes: Castrol, Chevron, Petronas, Repsol e Total. Neste novo contexto, o Sindicom busca incentivar a melhoria contínua da qualidade dos produtos lubrificantes oferecidos ao consumidor final, promover e liderar a adoção de elevados padrões de segurança, saúde e preservação ambiental, e, finalmente de preservar a concorrencia saudável e evitar a incidência de fraudes contra o consumidor. De acordo com o sindicato, o acompanhamento que a ANP faz do mercado de lubrificantes demonstra que, durante o ano de 2010, mais de 20% dos óleos lubrificantes comercializados no país estavam fora das especificações da agencia.




Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar