acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Santos terá novo centro portuário offshore

26/10/2012 | 11h50

 

A São Paulo Empreendimentos Portuários Ltda obteve a Licença Prévia (LP), concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para a implantação do Centro Portuário Industrial Naval Offshore de Santos. O empreendimento terá área total de 126,4 hectares, sendo 109 hectares construídos na Ilha de Bagres e 17,4 hectares na costa do município. O projeto prevê a instalação de estrutura portuária industrial dividida por unidades de negócios. A licença tem validade de dois anos.
Entre as unidades de negócios estão o estaleiro de construção e reparo naval, cluster de apoio ao estaleiro e à base offshore, base de apoio às atividades offshore e movimentação de carga geral, áreas de apoio e utilidades, áreas para armazenamento e movimentação de granéis líquidos.
De acordo com o órgão ambiental, o projeto visa criar uma estrutura de prestação de serviços especializados, dentre os quais a recepção e tratamento de água de lastro, águas residuárias e efluentes de limpeza de tanques, provenientes de embarcações mercantes e de apoio a exploração e produção de petróleo e gás (suplly boats).
Além disso, o empreendimento também inclui a infraestrutura necessária para sistema viário, dragagem para a implantação dos berços de atracação com volume na ordem de 5,3 milhões de metros cúbicos, ramal ferroviário, subestação de energia elétrica, e linha de transmissão e adutora de água.

A São Paulo Empreendimentos Portuários Ltda obteve a Licença Prévia (LP), concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para a implantação do Centro Portuário Industrial Naval Offshore de Santos. O empreendimento terá área total de 126,4 hectares, sendo 109 hectares construídos na Ilha de Bagres e 17,4 hectares na costa do município. O projeto prevê a instalação de estrutura portuária industrial dividida por unidades de negócios. A licença tem validade de dois anos.


Entre as unidades de negócios estão o estaleiro de construção e reparo naval, cluster de apoio ao estaleiro e à base offshore, base de apoio às atividades offshore e movimentação de carga geral, áreas de apoio e utilidades, áreas para armazenamento e movimentação de granéis líquidos.


De acordo com o órgão ambiental, o projeto visa criar uma estrutura de prestação de serviços especializados, dentre os quais a recepção e tratamento de água de lastro, águas residuárias e efluentes de limpeza de tanques, provenientes de embarcações mercantes e de apoio a exploração e produção de petróleo e gás (suplly boats).


Além disso, o empreendimento também inclui a infraestrutura necessária para sistema viário, dragagem para a implantação dos berços de atracação com volume na ordem de 5,3 milhões de metros cúbicos, ramal ferroviário, subestação de energia elétrica, e linha de transmissão e adutora de água.

 



Fonte: Redação / Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar