acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

Santo André tecnológica

09/04/2010 | 09h26

Com o credenciamento provisório de seu projeto Parque Tecnológico de Santo André, a cidade da Grande São Paulo tornou-se a mais nova integrante do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), que agora conta com 15 iniciativas em todo o Estado.

 

A adesão foi feita no dia 31 de março, com a assinatura do credenciamento provisório pelo secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, com o prefeito de Santo André, Radan Alvin.

 

O Parque Tecnológico a ser implantado ocupará uma área de 370 mil metros quadrados localizada na Av. dos Estados, próxima ao viaduto Salvador Avamileno.

 

Como as demais iniciativas do SPTec, o parque de Santo André será voltado às vocações econômicas locais, no caso, os setores de plásticos, metalurgia, petroquímica e tecnologia da informação.

 

O empreendimento contará com instituições de ensino, laboratórios de pesquisas, galpões para ensaios, empresas incubadas, auditórios, pavilhão de exposições, mini-shopping com praça de alimentação e bancos, escritórios de administração e virtual office – espaço projetado para oferecer toda a infraestrutura necessária ao funcionamento de uma empresa.

 

Atualmente, o município conta com 15.770 estabelecimentos comerciais, 24.800 empresas prestadoras de serviços e 2.060 indústrias, várias das quais localizadas no entorno da área do futuro Parque Tecnológico.

 

“Com o credenciamento provisório, o projeto do Parque Tecnológico já começa a se estruturar para futuramente receber empresas interessadas em investir no empreendimento, o que irá estimular o crescimento econômico da região e a geração de emprego e renda para a população”, disse Alckmin.

 

As empresas que se instalarem em parques tecnológicos do SPTec poderão participar do programa estadual de incentivos fiscais, chamado “Pró-Parques”.

 

Instituições de apoio e empresas de base tecnológica poderão utilizar créditos acumulados de ICMS ou diferir o imposto para pagamento de bens e mercadorias a serem utilizados na realização de projetos de investimento e no pagamento de ICMS relativo à importação de bens destinados ao ativo imobilizado.

 

As iniciativas com credenciamento provisório no SPTec são: Barretos, Botucatu, Campinas (Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp), Ilha Solteira, Mackenzie-Tamboré, Piracicaba, Santo André, Santos, São José dos Campos, São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste), Sorocaba, São Carlos (duas iniciativas: ParqTec e Parque EcoTecnológico) e São José do Rio Preto.

 

Criado pelo governo do Estado, o objetivo do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) é apoiar os parques tecnológicos a fim de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica.

 

Mais informações: http:// www.desenvolvimento.sp.gov.br/cti/parques



Fonte: FAPESP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar