acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Rússia detecta irregularidades em 900 refinarias de petróleo

29/07/2011 | 09h37
As autoridades russas detectaram cerca de 900 irregularidades, a maioria em matéria de segurança, em oito refinarias de petróleo, noticiou esta sexta-feira o diário Izvestia.
 
Numa refinaria de Riazan, região a sudeste de Moscovo, foram detectadas 232 falhas, reconheceu Nikolai Kutiin, dirigente da Direção de Inspecção Técnica da Rússia (Rostekhnadzor).
 

Os técnicos desse órgão de controlo descobriram nessa refinaria, propriedade da Companhia de Petróleo de Tiumen e da British Petroleum (TNK-BP), dois depósitos semi-destruídos com resíduos de petróleo, que eram tratados em maquinaria imprópria.
 

O consórcio russo-britânico admitiu todas as irregularidades descobertas e assegurou que já estava a trabalhar para resolver os problemas.

"Parte das medidas ordenadas pela Rostekhnadzor coincidem com o programa de modernização previsto para a refinaria de Riazan", considerou a empresa.
 

Na maioria das refinarias, as máquinas não têm mecanismos automáticos de suspensão em caso de emergência e nas zonas de carga há charcos de petróleo que se evaporam com o calor, constataram os inspectores.
 

Foram também localizados, na maioria das refinarias, edifícios construídos ilegalmente, sem controlo técnico da parte da Rostekhnadzor.
 

Duas das oito refinarias inspeccionadas pertencem à Lukoil, a maior empresa petrolífera privada da Rússia, que desvalorizou as falhas detectadas.
 

"Não negamos as irregularidades e vamos corrigi-las. Mas deve-se ter em conta que, se realmente fossem sérias, a Rostekhnadzor deveria ter ordenado o encerramento da refinaria", considerou Dmitri Dolgov, porta-voz da Lukoil.
 

As refinarias tiveram de pagar multas num total de 2,2 milhões de rublos (cerca de 50.000 euros).
 

"As irregularidades encontradas podem provocar avarias e são uma ameaça para a saúde e vida dos funcionários", concluíram os inspectores.
 

Outras 16 refinarias serão inspeccionadas em Agosto e os resultados divulgados no final do mês.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar