Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pesquisa e Inovação

RS: Petrobras e UFRGS inauguram laboratório

27/10/2011 | 14h11
A Petrobras e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) inauguraram a nova sala do Laboratório de Ecotoxologia (Ecotox). Nas novas instalações serão realizados ensaios ecotoxicológicos com organismos aquáticos, microcrustáceos marinhos e peixes de água doce. Com investimentos de R$ 435 mil, o laboratório faz parte da Rede Temática de Conservação e Recuperação de Ecossistemas e Remediação de Áreas Impactadas (ECOAI).

Entre os equipamentos adquiridos destaca-se o baroxímetro portátil, primeiro em operação no Brasil. Com ele será possível realizar ensaios que permitem a avaliação da ecotoxicidade de amostras em um período de tempo inferior aos testes tradicionais. Esse equipamento possibilita a redução do volume de amostras manipuladas, uma das principais dificuldades operacionais para o acompanhamento de estudos de identificação das fontes de toxicidade.

O novo laboratório permitirá que a UFRGS faça parte da rede de instituições que desenvolvem projetos de pesquisa com o copépodo marinho Nitocra sp (crustáceo importante na composição da fauna de invertebrados aquáticos), visando sua padronização como organismo-teste em ensaios de ecotoxicidade. Poderão ainda ser realizados trabalhos com bactérias marinhas e de água doce, além do desenvolvimento de projetos de P&D para identificar as espécies mais indicadas para a avaliação da ecotoxicidade dos diversos tipos de amostras ligadas à indústria do petróleo.

Também foi inaugurado o Núcleo de Assessoria Estatística da UFRGS (NAE), que teve sua capacidade computacional ampliada após passar por reformas com recursos da Petrobras, possibilitando a realização de trabalhos na área de Estatística Ambiental.


Redes Temáticas

O modelo das Redes Temáticas foi criado pela Petrobras em 2006, voltado para o relacionamento com as universidades e institutos de pesquisas brasileiros. Hoje já há 50 redes operando em parceria com mais de 100 universidades e instituições de pesquisas de todo o Brasil. Nas redes, as instituições desenvolvem pesquisas em temas estratégicos para o negócio da Petrobras e para a indústria brasileira de energia.

A Petrobras vem investindo cerca de R$ 460 milhões anuais, em média, possibilitando às instituições conveniadas a implantação de infraestrutura, aquisição de modernos equipamentos, criação de laboratórios de padrão mundial de excelência, capacitação de pesquisadores/recursos humanos e desenvolvimento de projetos de Pesquisa & Desenvolvimento nas áreas de interesse, como petróleo e gás, biocombustíveis e preservação ambiental.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar