acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Rolls-Royce fornecerá sistemas de propulsão para Transocean

08/05/2013 | 17h28

 

A britânica Rolls-Royce assinou contrato para fornecer sistemas de propulsão para um novo navio-sonda da Transocean. O acordo marca o centésimo navio-sonda a utilizar equipamento de propulsão do grupo.
Nos últimos meses, a Rolls-Royce recebeu encomendas de variados clientes, inclusive da Transocean, relativas ao fornecimento de sistemas de propulsão para sete novos navios-sonda - cifra que totaliza R$ 311 milhões, incluindo opções de compra. Tais navios serão construídos nos estaleiros sul-coreanos Samsung, Daewoo e Hyundai.
O Grupo britânico é, atualmente, líder mundial no fornecimento de propulsores para esse tipo específico de embarcação, com cerca de 70% de participação nesse mercado. Os navios-sonda operam, em sua maioria, em poços de óleo e gás localizados na costa do Brasil, na costa oeste da África e no Golfo do México.
O presidente da Rolls-Royce na América do Sul, Francisco Itzaina, comemorou a marca. “Estamos orgulhosos de sermos um parceiro estratégico no desenvolvimento contínuo da frota mundial de navios-sonda. Para nós, é também uma satisfação o alcance dessa marca”, afirmou o executivo.
Os sistemas de propulsão são usados para mover as embarcações até os locais de perfuração e necessários para mantê-las em posição precisa durante o procedimento. A alta potência é necessária para a manutenção de uma determinada posição em alto-mar. Por essa razão, a maioria dos navios-sonda costuma usar seis propulsores. Esses equipamentos são desmontáveis para que possam ser trocados dentro d’água evitando, assim, a perda de tempo e os custos decorrentes de eventual retorno ao estaleiro.
A Rolls-Royce também já forneceu propulsores de alta potência para 80 plataformas semi-submersíveis.

A britânica Rolls-Royce assinou contrato para fornecer sistemas de propulsão para um novo navio-sonda da Transocean. O acordo marca o centésimo navio-sonda a utilizar equipamento de propulsão do grupo.


Nos últimos meses, a Rolls-Royce recebeu encomendas de variados clientes, inclusive da Transocean, relativas ao fornecimento de sistemas de propulsão para sete novos navios-sonda - cifra que totaliza R$ 311 milhões, incluindo opções de compra. Tais navios serão construídos nos estaleiros sul-coreanos Samsung, Daewoo e Hyundai.


O Grupo britânico é, atualmente, líder mundial no fornecimento de propulsores para esse tipo específico de embarcação, com cerca de 70% de participação nesse mercado. Os navios-sonda operam, em sua maioria, em poços de óleo e gás localizados na costa do Brasil, na costa oeste da África e no Golfo do México.


O presidente da Rolls-Royce na América do Sul, Francisco Itzaina, comemorou a marca. “Estamos orgulhosos de sermos um parceiro estratégico no desenvolvimento contínuo da frota mundial de navios-sonda. Para nós, é também uma satisfação o alcance dessa marca”, afirmou o executivo.


Os sistemas de propulsão são usados para mover as embarcações até os locais de perfuração e necessários para mantê-las em posição precisa durante o procedimento. A alta potência é necessária para a manutenção de uma determinada posição em alto-mar. Por essa razão, a maioria dos navios-sonda costuma usar seis propulsores. Esses equipamentos são desmontáveis para que possam ser trocados dentro d’água evitando, assim, a perda de tempo e os custos decorrentes de eventual retorno ao estaleiro.


A Rolls-Royce também já forneceu propulsores de alta potência para 80 plataformas semi-submersíveis.

 



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar