acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil & Gas 2008

Rodada de Negócios é oportunidade para MPE

18/09/2008 | 10h42
Rodada de Negócios é oportunidade para MPE
Rodada de Negócios é oportunidade para MPE Rodada de Negócios é oportunidade para MPE

Aproximadamente 250 de pequenas e médias empresas de todo o Brasil participam da Rodada Nacional de Negócios, promovida pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), pelo Serviço de Apoio ä Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) na Rio Oil & Gas 2008.

 

A Rodada de Negócios, que acontece nos dias 16 e 17 de setembro, de 14 às 20h, no pavilhão 3 do Riocentro, é a oportunidade para que micros empresários apresentem seus produtos e serviços a empresas de grande porte, chamadas de âncoras, possibilitando a geração de negócios.

 

O evento ocorre em sua terceira edição, ou seja, desde a feira de 2004. Serão mais de 20 grandes compradores como âncoras em cerca de 1000 reuniões de 20 minutos de duração com aproximadamente 180 potenciais fornecedores de pequeno porte participantes de Redes Petro, de projetos apoiados pelo Convênio Petrobras-Sebrae ou cadastradas na Onip.

 

“As descobertas de petróleo abaixo da camada pré-sal são alvissareiras para as pequenas empresas fornecedoras da cadeia, pois sinalizam que a possibilidade de que este mercado permaneça aquecido por mais tempo do que se imaginava”, avalia a Coordenadora Nacional da Carteira de Projetos de Petróleo e Gás do Sebrae, Eliane Borges. “Isso significa que as MPE terão mais oportunidades de vender para essa cadeia produtiva e por mais tempo”.

 

Na ultima edição da feira Rio Oil & Gas, em 2006, a Rodada de Negócios gerou R$ 100 milhões em negócios. De acordo com o superintendente da Onip, Bruno Musso, ainda não é possível prever até quanto às negociações poderão chegar. “Mas, o número de empresas âncoras e de empresários aumentou o que já nos anima consideravelmente, principalmente, porque estas reuniões estão contribuindo para fomentar a indústria nacional”, avaliou.

 

Joelson do Amaral, que faz parte da equipe gestora de fornecedores da Petrobras na Bacia de Campos, considera significativa a proposta da rodada, “pois parte dos empresários não sabe qual o caminho para fazer parte do cadastro da companhia”.  Nesta edição, a Petrobras conta com três estandes: duas para materiais e uma da Bacia de Campos, que está pela primeira vez na Rio Oil e Gas.



Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar