acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Setor naval

Rio terá mais um estaleiro para a indústria offshore

09/08/2004 | 00h00

Setor naval - Rio terá novo estaleiro com cerca de mil empregados - 0908

A área do Porto Novo Rio, próximo ao estaleiro Caneco, no Cajú, será convertida em estaleiro para a construção dos módulos de compressão das plataformas P-51 e P-52, da Petrobras, e do módulo de geração de energia da P-54, também pertencente à estatal. "O valor do investimento é da ordem de US$ 186 milhões para a construção de todos os módulos", informou o secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, que ressaltou que os contratos entre Petrobras e a subcontratada GE Oil and Gas será assinado ainda esta semana.
"O importante é que além de abrir mais uma unidade industrial voltada à construção naval e offshore, o investimento já acontece com a colocação de encomendas criando condições para potencializarmos a revitalização do Estaleiro Caneco, o qual estamos articulando a incorporação de novos investidores", destacou o secretário.
O novo parque de construção naval e offshore pertence aos grupos Superpesa e Carvalhão e será inaugurado em cerca de três semanas, conforme anunciou Victer, que lembrou que o Porto Novo será o 18º estaleiro reaberto ou revitalizado no Rio de Janeiro, desde 1999.
O novo estaleiro vai gerar cerca mil novos empregos diretos e, segundo o secretário, contribui para que o estado atinga a marca dos 25 mil empregos gerados na indústria naval. "Vale destacar que em 1999, o estado tinha penas 500 empregados no setor e que o número de empregos aumentou 50 vezes", recordou Victer.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar