acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Rio Madeira é desviado pela segunda vez por causa da construção da Hidrelétrica Jirau

28/09/2011 | 17h41
A empresa Energia Sustentável do Brasil, responsável pela Usina Hidrelétrica Jirau, realizou hoje (28) o segundo desvio do Rio Madeira , que vai permitir que a água passe pelo vertedouro, estrutura que vai regular o nível do reservatório quando a usina estiver funcionando. O ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, participou da solenidade que deu início ao desvio.

Em abril de 2009, o Rio Madeira já tinha sido desviado com barragens provisórias (ensecadeiras) para possibilitar a construção do vertedouro, no leito original. Agora, para realizar o segundo desvio, as ensecadeiras foram removidas, permitindo o início da passagem de água por seus vãos.

A Energia Sustentável do Brasil deve apresentar na próxima semana o pedido para que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) conceda a licença de operação ao empreendimento, que permite o início do funcionamento da usina.

O enchimento do reservatório está previsto para o início do ano que vem, após a conclusão das obras civis e a montagem das unidades geradoras da Casa de Força 2. Segundo a empresa, a previsão é a de que a primeira máquina entre em operação no segundo semestre de 2012.

A Usina Hidrelétrica Jirau terá capacidade de 3.750 megawatts, o suficiente para abastecer mais de 10 milhões de residências. A geração será feita por 50 turbinas do tipo bulbo, de 75 megawatts cada, sendo 28 instaladas na Casa de Força 1 e 22, na Casa de Força 2.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar