acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Rio Grande do Norte lidera oferta de energia em leilão

10/05/2011 | 10h03
O Rio Grande do Norte é o estado com o maior número de parques eólicos inscritos nos Leilões de Reserva e A3, programados para julho deste ano no Brasil. Do total de 429 projetos inscritos nacionalmente pelo setor para participar da disputa, 116, ou 27%, são previstos para o estado. A oferta de energia do RN chega a 3.012 Megawatts (MW), representando 27,54% do total ofertado por todos os concorrentes.  Em segundo lugar no ranking está o Ceará, com 103 projetos e 2.427 MW de energia.


A possibilidade de o Rio Grande do Norte liderar as inscrições já vinha sendo aventada por especialistas e empresários do setor de energia, reforçada pela dianteira que o estado assumiu nos últimos certames. Os números que confirmam a posição de liderança foram divulgados ontem pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), responsável por conduzir os leilões. Mas não são definitivos.


Os projetos inscritos ainda passarão pela fase de habilitação, quando é feita a conferência de documentos jurídicos, institucionais e técnicos, como licenças. Só após essa filtragem tem-se o número definitivo de participantes na disputa.


Nos últimos leilões realizados no país, o estado foi campeão em número de parques e energia contratados. Nos dois leilões previstos para julho há quem aposte que o sucesso irá se repetir. Os leilões serão realizados pelo governo federal com o objetivo de contratar energia elétrica para suprir o crescimento do mercado do Sistema Interligado Nacional no ano de 2014. O Leilão de Reserva será exclusivamente voltado para as fontes eólica e biomassa. O Leilão A3 será aberto a todas as fontes cadastradas – o que também inclui usinas hidrelétricas e termelétricas movidas a gás natural.


O prazo de inscrição só permanece aberto para termelétricas a gás, que têm até o dia 19 para fazer o cadastramento. Até ontem, os projetos inscritos – considerando todas as fontes de energia - somavam uma oferta de 23.332 Mw de capacidade instalada. Ao todo, 568 projetos haviam sido inscritos, dos quais 429 com o objetivo de gerar energia a partir do vento, a eólica. No caso do Rio Grande do Norte, também estão inscritas uma termelétrica a gás, com capacidade de gerar 113 MW e uma termelétrica a biomassa, com oferta de 40 MW.


Também inscreveram projetos eólicos Rio Grande do Sul (92), Bahia (90), Piauí (18), Pernambuco (9) e Rio de Janeiro (1).


Fonte: Tribuna do Norte
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar