acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia e Inovação

Rio de Janeiro terá Centro de Pesquisas da Universidade de Columbia

21/03/2013 | 14h52
Rio de Janeiro terá Centro de Pesquisas da Universidade de Columbia
Lançamento do Columbia Global Centers no Rio de Janeiro Lançamento do Columbia Global Centers no Rio de Janeiro

 

O governador Sérgio Cabral assinou, na quarta-feira (20), no Palácio Guanabara, um acordo de cooperação com a Universidade Columbia de Nova York, nos Estados Unidos, para a instalação do centro de pesquisas da instituição, o Columbia Global Center, no Rio de Janeiro. A capital fluminense será a primeira cidade no Brasil - e a oitava no mundo - a receber um espaço de pesquisa da prestigiada instituição americana.
Segundo Cabral, o governo estadual e o Columbia Global Center serão parceiros em desenvolver projetos de interesse mútuo. O acordo de cooperação assinado hoje envolve áreas como saúde, educação e desenvolvimento sustentável. O convênio ajudará a realizar soluções inovadoras para os desafios do Rio de Janeiro.
"A presença do Columbia Global Center no estado agrega valor ao Rio de Janeiro e espero que o Rio, uma marca registrada do Brasil, também agregue valor a essa prestigiada universidade, que é uma das melhores do mundo. É verdade que o Rio de Janeiro esteja em evidência, porque vamos sediar os mais importantes eventos esportivos nos próximos anos. No entanto, esses eventos passarão e estamos trabalhando duro para garantir que a base do futuro do nosso estado seja construído. O Rio está se tornando um centro internacional de conhecimento, devido às nossas universidades públicas e privadas, de nível internacional. A abertura do Columbia Global Center certamente reforça a identidade do Rio de Janeiro como centro de conhecimento", afirmou o governador.
O presidente da Columbia University, Lee C. Bollinger, destacou a importância da parceria entre os países para a solução de problemas comuns.
 "Acreditamos que o Brasil, os Estados Unidos e todos os países estão agora integrados e no caminho para uma integração ainda maior, mas isso requer que trabalhemos juntos para resolver os problemas globais que todos nós enfrentamos. Amamos esse país, e a Columbia University está à disposição para ajudar no que for preciso", disse Bollinger.
O diretor do Columbia Global Center no Rio de Janeiro, Thomas J. Trebat, afirmou que a criatividade dos brasileiros servirá de inspiração e aprendizado para a universidade americana. "É uma chance para o Brasil mostrar suas ideias, talentos e energia. Por isso, é muito importante que essa troca de experiências ocorra. Não tenho dúvida que, no futuro, todos vão reconhecer a importância e poder perceber os benefícios desse acordo que está sendo feito hoje", explicou Trebat.
Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, o convênio entre o Governo do Estado e a universidade americana vai produzir políticas públicas que vão melhorar a qualidade de vida da população. "A Columbia University é uma marca mundialmente conhecida que vai atuar com universidades públicas e particulares em prol do crescimento, com qualidade, do Rio de Janeiro. A população vai se beneficiar desse acordo, principalmente, através da constituição de políticas públicas realizadas pelos órgãos públicos em parceria com a Columbia University em diversas áreas, sendo prioritariamente, saúde, educação e segurança pública", ressaltou o secretário.
Fundada em 1795, a Columbia University é uma das faculdades mais antigas e prestigiadas dos Estados Unidos. Com o objetivo de expandir conhecimentos entre estudantes e professores, realizar intercâmbio de ideias e ampliar parcerias acadêmicas, a instituição americana também possui centros de pesquisas na Jordânia, China, Índia, Turquia, Quênia, França e Chile.

O governador Sérgio Cabral assinou, na quarta-feira (20), no Palácio Guanabara, um acordo de cooperação com a Universidade Columbia de Nova York, nos Estados Unidos, para a instalação do centro de pesquisas da instituição, o Columbia Global Center, no Rio de Janeiro. A capital fluminense será a primeira cidade no Brasil - e a oitava no mundo - a receber um espaço de pesquisa da prestigiada instituição americana.


Segundo Cabral, o governo estadual e o Columbia Global Center serão parceiros em desenvolver projetos de interesse mútuo. O acordo de cooperação assinado hoje envolve áreas como saúde, educação e desenvolvimento sustentável. O convênio ajudará a realizar soluções inovadoras para os desafios do Rio de Janeiro.


"A presença do Columbia Global Center no estado agrega valor ao Rio de Janeiro e espero que o Rio, uma marca registrada do Brasil, também agregue valor a essa prestigiada universidade, que é uma das melhores do mundo. É verdade que o Rio de Janeiro esteja em evidência, porque vamos sediar os mais importantes eventos esportivos nos próximos anos. No entanto, esses eventos passarão e estamos trabalhando duro para garantir que a base do futuro do nosso estado seja construído. O Rio está se tornando um centro internacional de conhecimento, devido às nossas universidades públicas e privadas, de nível internacional. A abertura do Columbia Global Center certamente reforça a identidade do Rio de Janeiro como centro de conhecimento", afirmou o governador.


O presidente da Columbia University, Lee C. Bollinger, destacou a importância da parceria entre os países para a solução de problemas comuns. "Acreditamos que o Brasil, os Estados Unidos e todos os países estão agora integrados e no caminho para uma integração ainda maior, mas isso requer que trabalhemos juntos para resolver os problemas globais que todos nós enfrentamos. Amamos esse país, e a Columbia University está à disposição para ajudar no que for preciso", disse Bollinger.


O diretor do Columbia Global Center no Rio de Janeiro, Thomas J. Trebat, afirmou que a criatividade dos brasileiros servirá de inspiração e aprendizado para a universidade americana. "É uma chance para o Brasil mostrar suas ideias, talentos e energia. Por isso, é muito importante que essa troca de experiências ocorra. Não tenho dúvida que, no futuro, todos vão reconhecer a importância e poder perceber os benefícios desse acordo que está sendo feito hoje", explicou Trebat.


Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, o convênio entre o Governo do Estado e a universidade americana vai produzir políticas públicas que vão melhorar a qualidade de vida da população. "A Columbia University é uma marca mundialmente conhecida que vai atuar com universidades públicas e particulares em prol do crescimento, com qualidade, do Rio de Janeiro. A população vai se beneficiar desse acordo, principalmente, através da constituição de políticas públicas realizadas pelos órgãos públicos em parceria com a Columbia University em diversas áreas, sendo prioritariamente, saúde, educação e segurança pública", ressaltou o secretário.


Fundada em 1795, a Columbia University é uma das faculdades mais antigas e prestigiadas dos Estados Unidos. Com o objetivo de expandir conhecimentos entre estudantes e professores, realizar intercâmbio de ideias e ampliar parcerias acadêmicas, a instituição americana também possui centros de pesquisas na Jordânia, China, Índia, Turquia, Quênia, França e Chile.



Fonte: Redação / Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar