acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Rio de Janeiro e São Paulo lideram ranking de competitividade

28/07/2014 | 14h33
Rio de Janeiro e São Paulo lideram ranking de competitividade
Divulgação Senai Divulgação Senai

O Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU), encomendou uma pesquisa do Ranking de Gestão e Competitividade dos Estados Brasileiros, em que São Paulo e Rio de Janeiro aparecem como os estados mais competitivos do Brasil pelo terceiro ano consecutivo. Minas Gerais, que aparecia no terceiro lugar do ranking, caiu 3 posições, para o 6º lugar.

O ranking considera a infraestrutura e a burocracia, dando notas de 1 a cem em oito quesitos: ambiente político, ambiente econômico, regume de impostos e regulação, políticas para o investimento estrangeiro, recursos humanos, infraestrutura, inovação e sustentabilidade. 
São Paulo lidera a tabela com 77,2 pontos, e é o único estado considerado "muito bom". Rio de Janeiro e Paraná têm, respectivamente, 72,3 e 69,3 pontos. Os dois estados, mais Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais são considerados "bons".
O objetivo é ajudar a balizar os administradores públicos, para que promovam as reformas necessárias para atrair investimentos estrangeiros e nacionais.

O Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU), encomendou uma pesquisa do Ranking de Gestão e Competitividade dos Estados Brasileiros, em que São Paulo e Rio de Janeiro aparecem como os estados mais competitivos do Brasil pelo terceiro ano consecutivo. Minas Gerais, que aparecia no terceiro lugar do ranking, caiu 3 posições, para o 6º lugar.

O ranking considera a infraestrutura e a burocracia, dando notas de 1 a cem em oito quesitos: ambiente político, ambiente econômico, regume de impostos e regulação, políticas para o investimento estrangeiro, recursos humanos, infraestrutura, inovação e sustentabilidade.

São Paulo lidera a tabela com 77,2 pontos, e é o único estado considerado "muito bom". Rio de Janeiro e Paraná têm, respectivamente, 72,3 e 69,3 pontos. Os dois estados, mais Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais são considerados "bons".

O objetivo da pesquisa é ajudar a balizar os administradores públicos, para que promovam as reformas necessárias para atrair investimentos estrangeiros e nacionais.



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar