acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia elétrica

Revisão do preço spot da energia vai aumentar o custo do consumidor

05/01/2017 | 14h30
Revisão do preço spot da energia vai aumentar o custo do consumidor
Divulgação Divulgação

Diante da decisão da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), agência reguladora do setor de energia, em retroagir os preços spot (mercado de curto prazo) durante os meses de novembro e dezembro, a Tradener, uma das maiores comercializadoras independentes de energia elétrica e gás natural do país, se posiciona claramente contra a revisão de preços de período anterior.

Para Walfrido Ávila, diretor presidente da Tradener, a regra até permite quando há um erro, mas não houve erro. “Foi uma operação normal, nesse caso, estava sendo feita uma mudança de metodologia a ser aplicada a partir de janeiro deste ano e não para novembro e dezembro de 2016. Num conserto de erro a Tradener é a favor, mas numa intervenção dessa, para atender alguém, nós somos contra. Somos totalmente contra essa revisão e qualquer outra revisão de preços do passado sem que ocorra efetivamente um erro”.

Essa resolução afeta os contratos das empresas e as companhias precisarão recalcular contratos e impostos. Com isso, o mercado poderá sofrer um prejuízo de R$ 1 bilhão. Muitas empresas estão entrando na justiça para suspender essa decisão da Aneel.

“Como pode uma pessoa tomar essa decisão sozinha dizer que foi um erro? Não foi um erro. Essa revisão era para entrar em vigor agora, quando acontece uma mudança oficial de mercado”, desabafa Ávila.

Ainda de acordo com o executivo, o Operador Nacional mandou gerar as térmicas quando não precisava, inclusive mandou incluir bandeira para pagar. Tirou o dinheiro do consumidor como bandeira, agora ele entende que o valor é menor, então não precisava de bandeira. E quem vai pagar por isso é o consumidor, finaliza o executivo.

A Associação da qual a Tradener pertence vai se reunir no dia 10 de janeiro para decidir quais serão as iniciativas a serem tomadas pelos associados e pela companhia em relação aos contratos que já foram contabilizados pela empresa.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar