acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Mercado

Resultado da Petrobras deve atingir R$ 8 bilhões

10/11/2006 | 00h00

O balanço trimestral da Petrobras, que será divulgado hoje, deve trazer sólidos resultados devido aos preços do petróleo no mercado internacional e a melhora nas vendas de combustíveis no terceiro trimestre, quando as vendas são mais fortes devido a fatores sazonais como a safra agrícola e aumento da produção industrial. O banco Credit Suisse projeta um lucro trimestral de R$ 8,44 bilhões para a Petrobras, enquanto o Merrill Lynch espera R$ 7,932 bilhões, de acordo com a legislação societária brasileira (BR Gaap).

A analista Mônica Araújo, da corretora Ativa, estima uma receita líquida da controladora (antes da contabilização dos resultados das subsidiárias e controladas) de R$ 30,14 bilhões no trimestre e lucro líquido de R$ 7,91 bilhões. Até junho, a Petrobras acumulava lucro de R$ 13,6 bilhões.

As previsões robustas para o terceiro trimestre consideram os ganhos das petroleiras devido aos preços do petróleo, mas os analistas do Credit Suisse e Merrill Lynch destacam o lento aumento da produção depois da entrada das plataformas P-50 e Golfinho e o aumento dos custos de produção (lifting costs), o que reduz as margens. O Merrill Lynch calcula que o "lifting cost" da Petrobras foi de US$ 17,94 no terceiro trimestre, maior que no primeiro e segundo. O banco suíço também espera aumento desses custos, destacando que algumas plataformas estão operando com baixa utilização de sua capacidade de produção.

Em relatório assinado pelos analistas Emerson Leite e Vinicius Canheu, o Credit Suisse prevê que as vendas de derivados de petróleo sejam responsáveis por uma receita líquida de R$ 39,9 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (lajida) esperado pelo banco é de R$ 14 bilhões. O Merrill Lynch projeta lajida de R$ 13,46 bilhões, enquanto a previsão de Araújo é de R$ 10,25 milhões, com margem de 34%.

O economista Adriano Pires, do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), que espera um lucro de aproximadamente R$ 8,5 bilhões. "Mais uma vez o resultado será carregado mais pela área de exploração e produção do que pelas demais áreas", disse Pires.

Para Pires, o resultado da Petrobras ainda seria maior se a produção tivesse aumentado em ritmo mais acelerado.

"A demora no aumento da produção foi compensada pelo preço dos derivados. Outro fator que ajudou a melhorar a receita é que os preços dos combustíveis no Brasil têm se mantido mais altos do que no mercado internacional", afirma.

Fonte: Valor Econômico



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar