acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Repsol vai abrir capital de unidade no Brasil

02/08/2010 | 09h20
A Repsol YPF, maior empresa de petróleo da Espanha, pretende levantar cerca de US$ 4 bilhões (ou R$ 7 bilhões) com a abertura de capital de sua unidade no Brasil, segundo duas pessoas familiarizadas com as discussões. De acordo com elas, a unidade brasileira teria um valor de cerca de US$ 10 bilhões.
Os bancos Santander, Bank of America e Itaú Unibanco estão entre os coordenadores da transação, disseram as pessoas, que não quiseram ter seus nomes divulgados porque o negócio ainda não é público.
 
 
A Repsol provavelmente vai vender cerca de 40% da unidade na oferta pública inicial de ações, de acordo com uma das pessoas, que disse que os bancos continuam trabalhando em uma proposta de avaliação formal.

A Repsol está procurando fazer caixa para financiar a exploração e produção no Brasil, onde tem participações nos campos de Guará e Carioca, próximos a Tupi, a maior descoberta nas Américas desde Cantarell, no México, em 1976.

A companhia está planejando fazer a abertura de capital até o fim deste ano e não esperar pela planejada oferta de ações da Petrobras, de US$ 25 bilhões, disse o diretor operacional da Repsol, Miguel Martinez, na quinta-feira em uma teleconferência. As ofertas de ações no Brasil estão praticamente paralisadas à espera da operação da estatal brasileira.

A Petrobras anunciou em 22 de junho o adiamento da megacapitalização, que passou de julho para setembro. Tanto a Petrobras quanto a madrilenha Repsol estão procurando atrair o interesse do investidor para os campos de pré-sal do Brasil. A estatal brasileira estima que Tupi tenha reservas de até 8 bilhões de barris de petróleo.

A Repsol está investindo na Bacia de Santos e em outros lugares para aumentar a produção, enquanto procura reduzir a exposição a campos maduros na Argentina. No dia 29 de abril, a companhia divulgou que prevê que o crescimento da sua produção anual será de até 4% até 2014 com a entrada em operação de projetos no Brasil e no Peru. A companhia planeja investir € 28,5 bilhões (ou R$ 65,5 bilhões) nesse período.

As ações da Repsol fecharam na sexta-feira em baixa de 1%, a € 18,105 na bolsa de Madri.

A Repsol registrou no segundo trimestre do ano receita líquida de € 11,4 bilhões, um crescimento de 3% em relação ao mesmo período de 2009. O lucro líquido subiu 81% e alcançou € 809 milhões de abril a junho. A companhia fechou o segundo trimestre com dívida líquida de € 15,7 bilhões.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar