acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Exploração e Produção

Repsol e Petrobras fazem importante descoberta de gás no Peru

06/09/2012 | 11h53
Repsol e Petrobras fazem importante descoberta de gás no Peru
Mapa de localização. Repsol Mapa de localização. Repsol

 

A Repsol fez uma nova descoberta de gás no bloco 57 no Peru. O poço, conhecido como Sagari, foi bem sucedido em duas formações diferentes, conhecidas como Nia Superior e Nia Inferior. As estimativas preliminares indicam que o campo pode conter 28,3 bilhões de metros cúbicos (um trilhão de pés cúbicos, segundo comunicado) e 56,6 bilhões de metros cúbicos (dois trilhões de pés cúbicos).
A descoberta reforça o potencial da área no Peru, onde aconteceu a descoberta de Kinteroni, uma das cinco maiores realizadas no mundo em 2008 e atualmente em desenvolvimento acelerado com o primeiro gás prevista para o final de 2012.
Testes de produção realizados em profundidades entre 2.691 e 2.813 metros produziram fluxos de gás de de 736,2 mil metros cúbicos de gás (26 milhões de pés cúbicos), com 1.200 barris de condensado por dia em uma formação, e 679,6 mil metros cúbicos (24 milhões de pés cúbicos de gás), com 800 barris de condensado por dia na outra . A soma de ambos os testes indicam cerca de 11.000 boepd. A Repsol planeja realizar mais explorações no bloco uma vez que os testes de produção estão completos.
A empresa apresentou em maio o seu plano estratégico 2012-2016, com metas ambiciosas de crescimento com base nos pontos fortes de sua exploração e unidades de produção, o motor de crescimento da empresa. O plano prevê investimentos de mais de 19 bilhões de euros nos próximos cinco anos e o crescimento da produção anual de 7%, atingindo 500 mil barris de óleo equivalente por dia em 2016. Esta é maior do que a média da indústria. Além disso, a Repsol também planeja adicionar seis barris de óleo equivalente às reservas para cada cinco barris bombeados durante o período.
A Repsol já fez mais de 30 descobertas de petróleo e gás nos últimos cinco anos, incluindo cinco que estão entre os maiores do mundo feitas, reforçando as suas perspectivas de crescimento da produção.
A Repsol é operadora do bloco, com 53,84% de participação. A Petrobras possui a fatia de 46,16%.

A Repsol fez uma nova descoberta de gás no bloco 57 no Peru. O poço, conhecido como Sagari, foi bem sucedido em duas formações diferentes, conhecidas como Nia Superior e Nia Inferior. As estimativas preliminares indicam que o campo pode conter 28,3 bilhões de metros cúbicos (um trilhão de pés cúbicos, segundo comunicado) e 56,6 bilhões de metros cúbicos (dois trilhões de pés cúbicos).


A descoberta reforça o potencial da área no Peru, onde aconteceu a descoberta de Kinteroni, uma das cinco maiores realizadas no mundo em 2008 e atualmente em desenvolvimento acelerado com o primeiro gás previsto para o final de 2012.


Testes de produção realizados em profundidades entre 2.691 e 2.813 metros produziram fluxos de gás de de 736,2 mil metros cúbicos de gás (26 milhões de pés cúbicos), com 1.200 barris de condensado por dia em uma formação, e 679,6 mil metros cúbicos (24 milhões de pés cúbicos de gás), com 800 barris de condensado por dia na outra . A soma de ambos os testes indicam cerca de 11.000 boepd. A Repsol planeja realizar mais explorações no bloco uma vez que os testes de produção estão completos.


A empresa apresentou em maio o seu plano estratégico 2012-2016, com metas ambiciosas de crescimento com base nos pontos fortes de sua exploração e unidades de produção, o motor de crescimento da empresa. O plano prevê investimentos de mais de 19 bilhões de euros nos próximos cinco anos e o crescimento da produção anual de 7%, atingindo 500 mil barris de óleo equivalente por dia em 2016. Esta é maior do que a média da indústria. Além disso, a Repsol também planeja adicionar seis barris de óleo equivalente às reservas para cada cinco barris bombeados durante o período.


A Repsol já fez mais de 30 descobertas de petróleo e gás nos últimos cinco anos, incluindo cinco que estão entre os maiores do mundo feitas, reforçando as suas perspectivas de crescimento da produção.


A Repsol é operadora do bloco, com 53,84% de participação. A Petrobras possui a fatia de 46,16%.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar