acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria naval

Renave fará proposta para dique seco da Petrobras

04/01/2006 | 00h00

A licitação da construção do dique seco da Petrobras, que causou apreensão na indústria naval quando anunciada em setembro, terá a participação de apenas um estaleiro do Estado do Rio, informou ontem o secretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer. O Renave irá propor à estatal a construção do dique seco em sua unidade da Ilha de Santa Cruz, em Niterói.

As obras demandarão investimento de US$ 90 milhões e poderão ser financiadas pelo Fundo de Marinha Mercante (FMM), principal fomentador do setor de construção naval.

O projeto a ser apresentado consiste na unificação de dois diques secos paralelos – um com 184 metros e outro com 135 metros de comprimento – em um mega dique seco.

Ele teria aproximadamente 350 metros de comprimento e 67 metros de boca, em forma de "T", o que permitiria a construção e manutenção de plataformas de petróleo fora da água.

Segundo o superintendente do estaleiro, Luiz Eduardo Almeida, as obras levarão cerca de um ano para serem concluídas. "Não sei se seremos os únicos do estado a apresentar proposta, mas estamos muito confiantes com o resultado. As obras custarão muito menos do que os investimentos em novos estaleiros", disse Almeida, referindo-se à construção do estaleiro da Queiroz Galvão com o Aker Promar, no Rio Grande do Sul, e do estaleiro da Camargo Correia com a Andrade Gutierrez, em Pernambuco.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar