acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Rio Oil & Gas 2008

Reino Unido tem o maior pavilhão estrangeiro

16/09/2008 | 12h02

Apoiando a forte presença de empresas britânicas, o Reino Unido tem o maior pavilhão estrangeiro da Rio Oil & Gas 2008, com 646m². Com uma vasta experiência nas áreas offshore, petroquímica e subsea, 34 empresas britânicas expõem, durante o evento, seus produtos e serviços do setor de petróleo e gás.  Além do pavilhão, outras empresas britânicas Subsea 7 e Wellstream participarão da feira como expositoras.


 
“Estamos muito satisfeitos com o interesse das empresas britânicas pelo mercado brasileiro e confiantes nas oportunidades de negócios e no potencial desenvolvimento de joint ventures que possibilitem montagem, fabricação e distribuição de produtos britânicos no Brasil”, afirma o Cônsul Geral Britânico no Rio de Janeiro, Tim Flear.

 

Atualmente, cerca de 50 empresas britânicas de médio e pequeno porte fornecem serviços e equipamentos para a indústria de petróleo e gás no Brasil. Grandes empresas como Shell, BP, Wellstream e o Grupo BG estão envolvidas em atividades de exploração, produção e distribuição.  A Rolls Royce tem participação importante nos setores marítimo e de energia,  e é a principal desenvolvedora de projetos e equipamentos para embarcações de suporte offshore, com 80% do mercado no Brasil.  O Grupo BG possui parceria com a Petrobras na exploração de cinco blocos localizados na promissora área do pré-sal da Bacia de Santos. Em um destes blocos, o BM-S-11, fica o campo de Tupi, onde recentemente foram anunciadas grandes descobertas de óleo. Agora, a BG, a Petrobras e a Petrogal (que também é parceira de Tupi) vão iniciar juntas os trabalhos de avaliação e desenvolvimento deste campo.

 

Junto com o Consulado Geral, o UK Trade & Investment (organização governamental britânica que apóia empresas do Reino Unido em suas iniciativas internacionais e empresas estrangeiras que desejam se estabelecer ou expandir suas operações no Reino Unido) e o Energy Industries Council (maior associação comercial para a indústria de energia do Reino Unido, e que auxilia as empresas associadas a desenvolver negócios e progredir em mercados internacionais) organizaram a vinda do grupo. Além disso, o UK Trade & Investment e o Scottish Development International se uniram para coordenar uma missão comercial de mais de 10 empresas do Reino Unido que visitarão a feira em busca de negócios e parceiros locais.

 

“Participamos desde 1998 da Rio Oil & Gas. Este ano temos a maior representação internacional em tamanho de estande da feira. Fora os estandes das outras companhias”, destaca o Cônsul Comercial Steve Graham. “Nosso objetivo é facilitar a chegada das empresas britânicas no Brasil”, explica.

 

No domingo (14), um dia antes da abertura da feira, expositores e participantes da missão comercial participaram de um evento que apresentou um panorama das oportunidades de negócios na indústria brasileira de Petróleo e Gás. Entre os palestrantes, o diretor de UK Trade & Investment no Brasil, Martin Raven, o diretor do Energy Industries Council no Brasil, Ian Wilkinson e o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Adilson de Oliveira, que falou sobre os desafios e oportunidades da indústria de óleo no Brasil.   
 

Com um toque britânico, o pavilhão (localizado nas ruas V, Y e Z, perto dos estandes da Petrobras e Technip) oferece hoje, a seus convidados, uma degustação de whisky escocês.



Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar