acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Parceria

Reino Unido e Brasil trabalham em parceria para aprofundar pesquisa e inovação em tecnologia subsea

10/11/2015 | 15h28

 

A Missão Diplomática Britânica no Brasil, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), promove seminário sobre tecnologia subsea no dia 11 de novembro no Rio. O evento marca o primeiro estágio do projeto Offshore Energy Technologies, uma iniciativa do Fundo de Cooperação Bilateral do Governo Britânico, “Prosperity Fund”, com o principal objetivo de fortalecer a colaboração entre Brasil e Reino Unido em pesquisa e inovação em subsea. Os próximos estágios do projeto serão divulgados em primeira mão no seminário.

Compõe a mesa de abertura o coordenador-geral de tecnologias setoriais do MCTI, Eduardo Soriano; o Gerente Executivo de Política Industrial, Pedro Alem; o subsecretário de estado de energia, logística e desenvolvimento industrial do Rio de Janeiro, Marcelo Vertis; e a conselheira econômica da Missão Diplomática Britânica no Brasil, Catherine Barber.

Em visita inédita ao Brasil, o professor da universidade Britânica de Aberdeen Dr. Richard Neilson compartilhará iniciativas bem-sucedidas entre a indústria e academia no Reino Unido, sendo o tema um dos pontos centrais do seminário.

“Estou orgulhosa da sólida parceria que o Reino Unido e o Brasil têm no setor de energia. O legado que estamos construindo junto com o governo brasileiro beneficia ambos os nossos países. ”, afirma Catherine Barber. No Reino Unido, a indústria de subsea é composta por mais de 750 empresas, emprega mais de 53 mil pessoas e vale cerca de £8,9 bilhões (cerca de R$53 milhões) em serviços e tecnologias.

Memorando de entendimento – Em 2014 o Reino Unido e o Estado do Rio de Janeiro assinaram um memorando de entendimento para a cooperação no setor de Energia, que prevê a troca de expertise para a exploração do pré-sal por meio do compartilhamento de informações e estudos. Também fazem parte do acordo treinamento operacional em exploração submarina, intensificação de missões comerciais e trabalho de gestão da cadeia logística de óleo e gás no Rio de Janeiro.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar