acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Emergência

Refinaria de Cubatão passa no teste de acidente simulado

14/12/2006 | 00h00

Ao longo de cinco horas — a partir das 9h da manhã, quando um caminhão vácuo “chocou-se” com uma linha de transferência de combustíveis, provocando o “rompimento” parcial da tubulação e o “derramamento” de produto no Rio Cubatão — um contingente de mais de 300 pessoas foi mobilizado na execução do plano de contingência.
Depois do pronto atendimento às “vítimas”, iniciou-se a contenção de aproximadamente 130m³ de “óleo”, com o lançamento de barreiras. Também  foram removidos os moradores da Vila Elizabeth, bairro vizinho à  refinaria, com a transferência de cerca de 100 pessoas para o Centro Esportivo Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco. Conforme detalhado no Plano de Emergência Local (PEL) da RPBC, as equipes envolvidas no simulado executaram 83 ações, desde o momento do “acidente” até o controle total da “emergência”, com a contenção do “óleo” no Ponto 4 (sob a Ponte dos Arcos) e a preparação da desmobilização dos recursos utilizados. Além das equipes da RPBC e de técnicos em segurança de outras refinarias do Sistema Petrobras, o simulado teve a presença de representantes dos Bombeiros, da Cetesb, da Polícia Militar, do Plano de Auxílio Mútuo (PAM) e da Defesa Civil do município.

Embora a avaliação final do exercício esteja marcada para 14 de janeiro próximo, com a presença de todos os órgãos públicos envolvidos, o gerente-geral Luiz Alberto Verri afirmou que “um simulado serve exatamente para verificarmos os nossos pontos para melhorias e buscarmos corrigi-los. Este é o grande produto dos simulados”. Segundo ele, um dos maiores ganhos foi, mais uma vez, a integração da unidade com os órgãos oficiais, “pois numa situação real é sempre melhor quando todos já se conheçam e trabalham em cooperação”.

Verri também elogiou a participação da comunidade da Vila Elizabeth: “A informação que temos é que foi tudo muito tranqüilo. Os moradores do bairro seguiram sem dificuldades as orientações da Defesa Civil, o que demonstra que hoje estão melhor preparados para enfrentar uma eventual emergência do que estariam se não fizéssemos esses exercícios, periodicamente”.



Fonte: Assessoria Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar