acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rnest

Refinaria Abreu e Lima realiza a primeira venda de coque

10/02/2015 | 17h13
Refinaria Abreu e Lima realiza a primeira venda de coque
Agência Petrobras Agência Petrobras

A Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Ipojuca, Pernambuco, realizou a venda do primeiro carregamento de coque de petróleo processado na unidade, que iniciou sua operação no fim de 2014. Foram vendidas 47,3 toneladas do produto à Petrobras Distribuidora. O carregamento serviu como teste para o funcionamento do esquema logístico de expedição de coque na Rnest.

O coque é utilizado, principalmente, nas indústrias siderúrgica, metalúrgica e cimenteira. O produto serve como combustível, podendo substituir outras fontes de energia como óleo combustível, gás natural, carvão vegetal, lenha e coque importado.

A Unidade de Coqueamento Retardado (UCR) – responsável pelo processo térmico que transforma óleos pesados em produtos mais leves e também origina o coque - da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) produziu, no dia 20 de janeiro, 650 toneladas de coque, como parte dos testes finais para sua operação definitiva. Após a entrada em operação das Unidades de Hidrotratamento da Rnest, onde o diesel e a nafta produzidos pela UCR serão tratados, a produção de coque passará a ser contínua, sendo destinada principalmente para a indústria cimenteira, substituindo o produto importado e também para a exportação.

Quando estiver operando em sua totalidade, a Refinaria Abreu e Lima terá capacidade para o processamento de 230 mil barris de petróleo por dia. A Rnest terá papel fundamental na produção de derivados no país, sobretudo na produção de diesel com baixo teor de enxofre, que corresponderá a 70% da carga processada da unidade.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar