acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Reator da MAN Diesel & Turbo produz combustível renovável Audi e-gas

28/01/2013 | 15h06
Reator da MAN Diesel & Turbo produz combustível renovável Audi e-gas
Audi AG Audi AG

 

Enquanto as mudanças na política energética ainda está em discussão em vários fóruns, as empresas MAN e Audi já geram fatos. Na Alemanha, a montadora de automóveis irá produzir metano sintético (Audi e-gas) para alimentar a rede pública de gás natural a partir de junho de 2013. O principal componente dessa planta — que está em construção em parceria com a fabricante de equipamentos SolarFuel GmbH em Werltle (Alemanha) — é um reator de metanação da MAN Diesel & Turbo, que faz parte do Grupo MAN. 
Com aproximadamente 16 metros de altura, a instalação foi construída e produzida por especialistas da MAN em química e reatores físicos em Deggendorf (Alemanha). Em dezembro de 2012, uma agência de transportes pesados conduziu por 782 quilômetros, até Werlte, a torre já pronta para ser conectada.
A capacidade de produzir combustível carbono neutro a partir de eletricidade renovável torna esta instalação especial. O Audi e-gas pode ser armazenado e transportado por meio de infraestrutura já disponível, pois é quase idêntico ao gás natural de origem fóssil, comparando quimicamente. Assim, pode ser facilmente distribuído pela rede de gás natural ou direcionado para estações de Gás Natural Comprimido (GNC).
“Esta encomenda salienta, mais uma vez, nossa competência para construir estruturas químicas com as quais se possa produzir combustível sintético”, afirma Dr. Josef Dachs, diretor da unidade da MAN Diesel & Turbo em Deggendorf. “Quer estejamos falando da maior planta de gás-para-líquidos do mundo, a Pearl, no Catar, operada pela Shell, ou do atual projeto Audi e-gas, na Alemanha: nosso know-how é mundialmente solicitado quando se trata de encontrar e oferecer soluções para a mobilidade do futuro.”
O princípio dual eletricidade/gás do projeto Audi e-gas é um exemplo prático de como fazer bom uso de energia eólica em excesso em dias de tempestade, quando a atual rede alemã é insuficiente para transportar a carga. A unidade de Werlte irá gerar e-gas carbono neutro para abastecer 1.500 carros GNC percorrendo 15.000 quilômetros por ano.

Enquanto as mudanças na política energética ainda está em discussão em vários fóruns, as empresas MAN e Audi já geram fatos. Na Alemanha, a montadora de automóveis irá produzir metano sintético (Audi e-gas) para alimentar a rede pública de gás natural a partir de junho de 2013. O principal componente dessa planta — que está em construção em parceria com a fabricante de equipamentos SolarFuel GmbH em Werltle (Alemanha) — é um reator de metanação da MAN Diesel & Turbo, que faz parte do Grupo MAN. 

 


Com aproximadamente 16 metros de altura, a instalação foi construída e produzida por especialistas da MAN em química e reatores físicos em Deggendorf (Alemanha). Em dezembro de 2012, uma agência de transportes pesados conduziu por 782 quilômetros, até Werlte, a torre já pronta para ser conectada.

 


A capacidade de produzir combustível carbono neutro a partir de eletricidade renovável torna esta instalação especial. O Audi e-gas pode ser armazenado e transportado por meio de infraestrutura já disponível, pois é quase idêntico ao gás natural de origem fóssil, comparando quimicamente. Assim, pode ser facilmente distribuído pela rede de gás natural ou direcionado para estações de Gás Natural Comprimido (GNC).

 


“Esta encomenda salienta, mais uma vez, nossa competência para construir estruturas químicas com as quais se possa produzir combustível sintético”, afirma Dr. Josef Dachs, diretor da unidade da MAN Diesel & Turbo em Deggendorf. “Quer estejamos falando da maior planta de gás-para-líquidos do mundo, a Pearl, no Catar, operada pela Shell, ou do atual projeto Audi e-gas, na Alemanha: nosso know-how é mundialmente solicitado quando se trata de encontrar e oferecer soluções para a mobilidade do futuro.”

 


O princípio dual eletricidade/gás do projeto Audi e-gas é um exemplo prático de como fazer bom uso de energia eólica em excesso em dias de tempestade, quando a atual rede alemã é insuficiente para transportar a carga. A unidade de Werlte irá gerar e-gas carbono neutro para abastecer 1.500 carros GNC percorrendo 15.000 quilômetros por ano.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar