acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Raízen prevê moagem de até 56 milhões de toneladas de cana em 2012/13

27/09/2012 | 10h44

 

A Raízen, a maior empresa sucroalcooleira do país, resultado de uma joint venture entre Cosan e Shell, deve processar entre 55 milhões e 56 milhões de toneladas de cana-de-açúcar neste ciclo 2012/13, segundo o vice-presidente de Açúcar e Etanol da empresa, Pedro Mizutani.
Até então, a companhia previa que sua moagem atingiria até 55 milhões de toneladas. “Essa perspectiva de maior processamento está em linha com todo o Centro-Sul que também teve elevada sua projeção de 509 milhões para 518 milhões de toneladas”, explicou Mizutani, em evento hoje em São Paulo.
A produção de açúcar da Raízen deve atingir 4 milhões de toneladas e a de etanol, em torno de 1,9 bilhão de litros, ambos o volumes dentro das metas divulgadas pela empresa no início da safra.
Para o próximo ciclo, o 2013/14, Mizutani vislumbra um aumento de moagem em todo o Centro-Sul. “O potencial é para uma safra no ano que vem entre 560 milhões e 580 milhões de toneladas”, projeta. A Raízen, segundo ele, deve acompanhar o mesmo nível de avanço da região.

A Raízen, a maior empresa sucroalcooleira do país, resultado de uma joint venture entre Cosan e Shell, deve processar entre 55 milhões e 56 milhões de toneladas de cana-de-açúcar neste ciclo 2012/13, segundo o vice-presidente de Açúcar e Etanol da empresa, Pedro Mizutani. Até então, a companhia previa que sua moagem atingiria até 55 milhões de toneladas.

 

“Essa perspectiva de maior processamento está em linha com todo o Centro-Sul que também teve elevada sua projeção de 509 milhões para 518 milhões de toneladas”, explicou Mizutani, em evento hoje em São Paulo. A produção de açúcar da Raízen deve atingir 4 milhões de toneladas e a de etanol, em torno de 1,9 bilhão de litros, ambos o volumes dentro das metas divulgadas pela empresa no início da safra.


Para o próximo ciclo, o 2013/14, Mizutani vislumbra um aumento de moagem em todo o Centro-Sul. “O potencial é para uma safra no ano que vem entre 560 milhões e 580 milhões de toneladas”, projeta. A Raízen, segundo ele, deve acompanhar o mesmo nível de avanço da região.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar