acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Raízen pode diminuir previsão de importação de etanol

08/09/2011 | 15h13
Com a redução da mistura do anidro na gasolina, a Raízen, maior produtora de etanol do país, estuda rever o volume de etanol que previa importar até abril do ano que vem, diz o vice-presidente de Açúcar, Etanol e Bioenergia da empresa, Pedro Mizutani.

Sem citar volumes, o executivo afirma que a companhia já realizou importações do biocombustível neste ano, previa um volume adicional do produto, que agora está sob avaliação. “O país terá uma produção grande de anidro que só não será maior porque agora, com a redução da mistura, haverá redirecionamento do caldo da cana para o etanol hidratado”, afirma Mizutani.

No dia 30 de agosto, o governo reduziu de 25% para 20% a quantidade de etanol anidro na gasolina por tempo indeterminado. De acordo com a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), que representa as usinas do Centro-Sul, até o momento foram firmados contratos de importação de mais de 500 milhões de litros de anidro dos Estados Unidos, com desembarque previsto o período entre setembro e abril de 2012. De acordo com a entidade, é possível que parte dessa importação seja desnecessária, agora que a mistura foi alterada.


Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar