acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Empresa

Radix segue entre as dez melhores empresas para se trabalhar em TI e Telecom

07/08/2015 | 14h14

 

Na 10ª edição do Prêmio “Melhores Empresas para se Trabalhar TI&Telecom”, do Great Place To Work (GPTW), em parceria com o IT Mídia, a Radix, engenharia e TI, conquistou o nono lugar na disputa, figurando ao lado de empresas como a Google e a Dextra. A cerimônia de premiação aconteceu no dia 06/08 (quinta-feira), em São Paulo (SP) e contou com as presenças dos radixianos Werner Dopheide, Diretor, e Marcela Ximendes, Coordenadora Comercial. É a quinta vez consecutiva que a Radix aparece entre as dez melhores.
 
Aproximadamente 250 empresas participaram do Prêmio. Para entrar na disputa, as empresas precisam ter mais de 50 funcionários, produzir hardware, software e serviços de tecnologia da informação ou telecomunicações. Os critérios – com participação dos Recursos Humanos de cada empresa – variedade, originalidade, abrangência, calor humano e integração valem até 33% da nota alcançada. Já a pesquisa realizada junto aos colaboradores representa os outros 2/3 do peso total do processo.
Radix tem presença nos prêmios GPTW
 
A Radix, praticamente desde a sua fundação, em 2010, vem participando das pesquisas promovidas pelo GPTW. Para o presidente da empresa, Luiz Eduardo Rubião, o Prêmio “Melhores Empresas para se Trabalhar TI&Telecom” é um dos mais disputados.
 
“Encontramos desde gigantes da tecnologia mundial que sempre se dedicaram a promover um bom ambiente de trabalho para suas equipes e que alavancaram seu sucesso graças a este esforço, até pequenas empresas inovadoras que têm a capacidade de quebrar paradigmas e revolucionar as relações de trabalho. Temos tido a felicidade de conseguir nos colocar bem nesta incrível lista mesmo em um momento em que a engenharia brasileira e os principais setores que sempre servimos estão passando por grandes dificuldades. Na verdade, estamos aproveitando este momento para fazer uma refundação da Radix. Arrisco dizer que já começamos a colher alguns frutos, mas que esperamos uma safra ainda melhor nos próximos anos.”, analisa Rubião.
 
Reposicionamento
 
Para enfrentar o presente cenário econômico desfavorável, a Radix se reposicionou, em especial, no mercado de óleo e gás, até então nicho principal de atuação da empresa. Apostar na macro diversificação e internacionalização e, ainda, conquistar um novo sócio para capitalizar a empresa, a Sotreq, também 100% nacional, foi estratégico. A empresa faturou em 2014 R$ 54 milhões. Para 2015, tem como meta crescer 30%.  A entrada nas áreas de defesa e segurança, engenharia em eventos esportivos, segurança de alimentos e, a fundação da Radix US – em Houston, são alguns dos exemplos da macro diversificação da empresa.
 
Com sede no Rio de Janeiro e escritórios em Belo Horizonte, Curitiba Foz de Iguaçu (PR) e Houston (EUA), em sua carteira de clientes conta com empresas como Petrobras, CSN, Vale, ExxonMobil, Chevron, Nitriflex, Braskem, Laborvida, FosBrasil, TV Globo, AkerSolutions, entre outras.
 
A Radix oferece apoio às equipes acadêmicas de universidades e escolas que se dedicam à tecnologia e contribuem para a ciência nacional. O relacionamento próximo aos estudantes é um valor da empresa, que tenta complementar o ensino oferecido pelas instituições de ensino, com conhecimento técnico e prático.

Na 10ª edição do Prêmio “Melhores Empresas para se Trabalhar TI&Telecom”, do Great Place To Work (GPTW), em parceria com o IT Mídia, a Radix, engenharia e TI, conquistou o nono lugar na disputa, figurando ao lado de empresas como a Google e a Dextra. A cerimônia de premiação aconteceu no dia 06/08 (quinta-feira), em São Paulo (SP) e contou com as presenças dos radixianos Werner Dopheide, Diretor, e Marcela Ximendes, Coordenadora Comercial. É a quinta vez consecutiva que a Radix aparece entre as dez melhores.
 
Aproximadamente 250 empresas participaram do Prêmio. Para entrar na disputa, as empresas precisam ter mais de 50 funcionários, produzir hardware, software e serviços de tecnologia da informação ou telecomunicações. Os critérios – com participação dos Recursos Humanos de cada empresa – variedade, originalidade, abrangência, calor humano e integração valem até 33% da nota alcançada. Já a pesquisa realizada junto aos colaboradores representa os outros 2/3 do peso total do processo.

Radix tem presença nos prêmios GPTW
 
A Radix, praticamente desde a sua fundação, em 2010, vem participando das pesquisas promovidas pelo GPTW. Para o presidente da empresa, Luiz Eduardo Rubião, o Prêmio “Melhores Empresas para se Trabalhar TI&Telecom” é um dos mais disputados.
 
“Encontramos desde gigantes da tecnologia mundial que sempre se dedicaram a promover um bom ambiente de trabalho para suas equipes e que alavancaram seu sucesso graças a este esforço, até pequenas empresas inovadoras que têm a capacidade de quebrar paradigmas e revolucionar as relações de trabalho. Temos tido a felicidade de conseguir nos colocar bem nesta incrível lista mesmo em um momento em que a engenharia brasileira e os principais setores que sempre servimos estão passando por grandes dificuldades. Na verdade, estamos aproveitando este momento para fazer uma refundação da Radix. Arrisco dizer que já começamos a colher alguns frutos, mas que esperamos uma safra ainda melhor nos próximos anos.”, analisa Rubião.
 
Reposicionamento
 
Para enfrentar o presente cenário econômico desfavorável, a Radix se reposicionou, em especial, no mercado de óleo e gás, até então nicho principal de atuação da empresa. Apostar na macro diversificação e internacionalização e, ainda, conquistar um novo sócio para capitalizar a empresa, a Sotreq, também 100% nacional, foi estratégico. A empresa faturou em 2014 R$ 54 milhões. Para 2015, tem como meta crescer 30%.  A entrada nas áreas de defesa e segurança, engenharia em eventos esportivos, segurança de alimentos e, a fundação da Radix US – em Houston, são alguns dos exemplos da macro diversificação da empresa.
 
Com sede no Rio de Janeiro e escritórios em Belo Horizonte, Curitiba Foz de Iguaçu (PR) e Houston (EUA), em sua carteira de clientes conta com empresas como Petrobras, CSN, Vale, ExxonMobil, Chevron, Nitriflex, Braskem, Laborvida, FosBrasil, TV Globo, AkerSolutions, entre outras.
 
A Radix oferece apoio às equipes acadêmicas de universidades e escolas que se dedicam à tecnologia e contribuem para a ciência nacional. O relacionamento próximo aos estudantes é um valor da empresa, que tenta complementar o ensino oferecido pelas instituições de ensino, com conhecimento técnico e prático.

 



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar