acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

R$ 32 milhões em capacitação tecnológica

07/02/2006 | 00h00

O Programa de Capacitação Tecnológica para Apoio à Indústria Naval Brasileira, lançado nesta terça-feira (07/02), terá investimento de R$ 32 milhões para aplicação em oito projetos fundamentais para o setor. O  presidente da Transpetro, Sérgio Machado, adiantou que a capacitação do setor, entretanto, será continuada e que no futuro poderão ser desenvolvidos novos projetos.

O recursos provêm do sistema Petrobras, que contribuiu com 90% do valor, e do Fundo de Investimentos em Estudos e Projetos (Finep), do Ministério de Ciência e Tecnologia, que contribuiu com o restante.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, compareceu à assinatura do convênio, onde também estiveram presentes o presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e representantes da Finep e de várias instituições acadêmicas que são parceiras no Programa.

O primeiro dos oito projetos do programa visa ao aperfeiçoamento dos processos de construção estrutural dos navios. O segundo tem como objetivo a modernização do tanque de provas da Coppe/UFRJ, que tem dimensões de 20m X 30 m e é destinado a simulações navais. O laboratório de provas do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) também será aperfeiçoado. O instituto mede o desempenho dos navios.

O terceiro projeto trata de uma avaliação do mercado internacional para a elaboração de padrões para a indústria brasileira quanto a prazo, preços, qualidades, etc. Também será criado um programa de simulação virtual do sistema de construção naval e outro de avaliação de sistemas propulsivos mais ecológicos e adequados para a costa brasileira em termos de custo-benefício.

Dentro do Programa de Capacitação, ainda há um projeto para a organização da cadeia de suprimentos envolvida no processo de construção de navios e a outro para a implantação de um laboratóiro de análise e avaliação de riscos em navios e sistemas navais.

A assinatura do convênio envolveu Petrobras, através do Centro de Pesquisas (Cenpes), a Transpetro, o Ministério da Ciência e Tecnologia e a Finep em parceria com as instituições de pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de São Paulo, Universidade de Campinas, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Fluminense (UFF), Faculdade de Rio Grande (FURG) e Universidade Federal do Pará (UFPA).



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar