acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Quedas nos preços de combustíveis e alimentos freiam ritmo da inflação oficial em junho

07/07/2011 | 13h35
As quedas de 4,25% no preço dos combustíveis e de 0,26% no dos alimentos foram os principais responsáveis pela redução do ritmo da inflação oficial em junho deste ano. Segundo dados divulgados hoje (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou taxa de 0,15% em junho, inferior ao 0,47% de maio.

Segundo a coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina dos Santos, no caso dos combustíveis, a queda é resultado da redução no preço do etanol, provocada pela menor demanda pelo biocombustível devido aos altos preços de meses anteriores e pela safra da cana-de-açúcar. “O [preço do] etanol caiu bastante e influenciou os preços da gasolina, que também ficou mais barata”, disse.

Os alimentos tiveram a primeira deflação desde setembro de 2010. “Os alimentos mostraram não só o comportamento das commodities no mercado exterior, [cujos preços] vêm diminuindo nos últimos meses, como também o resultado da safra deste ano, que deve ser 8% maior do que no ano anterior e que está em plena colheita”, disse.

Entre os produtos que contribuíram para a queda no preço dos alimentos estão a cenoura (–16,31%), o feijão-preto (-1,56%), as carnes (-1,24%), o frango inteiro (-2,02%) e os pescados (-3,44%).


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar