acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
EPE

Próximo leilão de energia vai dar mais espaço para térmicas a gás

29/03/2011 | 11h22
O próximo leilão de contratação de energia elétrica, previsto para daqui a três anos, chamado de A-3, vai dar destaque para a participação de usinas termelétricas a gás. De acordo com o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, é uma forma de dar maior confiabilidade ao sistema, sem a dependência tão forte de fenômenos naturais.


Ele lembrou que a situação atual do gás no Brasil está diferente de há alguns anos, quando não havia gás suficiente para a indústria, para as térmicas e foi necessário contratar térmicas a óleo, porque também não havia licenças para hidrelétricas. "A gente, felizmente, está voltando a um momento em que o gás está, paulatinamente, com disponibilidade, muito ligado ao pré-sal. As plantas de regaseificação também dão uma flexibilidade", disse.


O presidente da EPE lembrou que, entre as fontes fósseis, o gás é aquela que menos polui. E, por isso, no próximo leilão a EPE vai abrir mais espaço para essa fonte de energia, além das fontes renováveis, que são a prioridade do governo, com as hidrelétricas, as eólicas e as usindas de biomassa.


"Sem poder construir mais reservatórios (nas hidrelétricas), é preciso ter no sistema alguma fonte de energia de que se possa ter algum controle, porque todas as outras fontes são naturais. Se não chover, não ventar ou a safra for ruim, pode ligar a térmica, mas não fica na mão de eventos naturais", explicou.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar