acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e Gás

Província de Urucu é responsável pela terceira maior produção nacional

21/10/2011 | 10h03
A Petrobras é exemplo na exploração das reservas de petróleo existentes no Brasil, em águas profundas ou no coração da Floresta Amazônica. É o que vem ocorrendo desde 1988 na Província Petrolífera de Urucu, a 650 km a Sudoeste de Manaus. Ali, a companhia construiu a Base de Operações Geólogo Pedro de Moura (BOGPM) e desenvolve atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural com total respeito ao meio ambiente, com foco na qualidade dos processos e atenção à saúde e segurança dos trabalhadores.
 
 
A responsabilidade de produzir nesse ambiente impulsionou o desenvolvimento de tecnologias inéditas, voltadas para a total segurança e controle operacional, além do domínio da industrialização de óleo e gás, matérias-primas exploradas no meio da selva. Para entender melhor o alcance dessas conquistas, é preciso voltar no tempo.
 
 
Antes de ser descoberta, a Província de Urucu era apenas um campo onde se desenvolviam estudos, pesquisas e tentativas de exploração de petróleo na Amazônia. Ali, começaram a ser empreendidos os primeiros esforços para encontrar hidrocarbonetos na região, ainda nos anos 1910. O primeiro poço foi perfurado em 1917, sob o comando do Serviço Mineralógico do Brasil (SMB), órgão do Governo Federal criado em 1905 para localizar jazidas de carvão e outros combustíveis. Em 1925, o SMB inaugurou, na cidade de Itaituba, no Pará, a primeira cidade com iluminação pública movida a gás natural.
 
 
Apenas em 1948, foram iniciados os primeiros levantamentos sísmicos na Amazônia, com o objetivo de encontrar especificamente gás natural e petróleo. Essas pesquisas foram acompanhadas de perto pelo então Conselho Nacional de Petróleo (CNP), fundado em 1938.
 
 
A primeira descoberta significativa de óleo e gás na região foi no Rio Juruá, próximo a Carauari (AM), em 1978. Só nos anos 80 foi concretizado o sonho perseguido em sete décadas de pesquisas. Em outubro de 1986, a Petrobras descobriu petróleo em quantidades comerciais na área do rio Urucu, Bacia do Solimões, município de Coari (AM). A descoberta provocou um crescimento das atividades da empresa na Amazônia e abriu novas perspectivas para a exploração e produção de petróleo em toda a região.
 


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar