acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Grave Crise

Protestos contra a crise do setor sucroenergético em Sertãozinho (SP)

28/01/2015 | 10h26

Na manhã de terça-feira, 27/01, aproximadamente 15 mil pessoas, entre elas trabalhadores, sindicalistas e representantes do setor sucroenergético, se concentraram no trevo de acesso à cidade de Sertãozinho (SP) para protestar contra a grave crise que está assolando o setor, provocando muitas demissões na indústria, no comércio e nas usinas de cana-de-açúcar do interior paulista.

Dados do Ministério do Trabalho mostram que, só no ano passado, cerca de 2,2 mil postos de trabalho foram fechados na indústria de Sertãozinho, considerada a principal região fornecedora de equipamentos e matéria-prima para o setor sucroenergético do País. O setor sofre também com a falta de investimentos em novas usinas e o fechamento de 80 unidades que passavam por manutenção periódica com o suporte das empresas locais.

Apesar do grande número de participantes, o movimento ocorreu sem qualquer incidente.

Ao final da manifestação, o prefeito de Sertãozinho, Zézinho Gimenez, entregou ao secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, um documento que resume os vários pedidos já feitos pelo setor para incentivar a produção de etanol e retomar os investimentos nas indústrias canavieira e de base.

Entre os pedidos estão a melhor remuneração ao etanol e a definição clara do papel do biocombustível e da biomassa, produzidos a partir da cana-de-açúcar, na matriz energética do País.



Fonte: Unica
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar