acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Progredir

Prominp comemora expansão de crédito na cadeia de fornecedores

02/09/2011 | 09h32
As operações de financiamento à cadeia de fornecedores de petróleo e gás por meio do Programa Progredir continuam em ritmo de crescimento: já totalizam recursos da ordem de R$ 340 milhões, pactuados em 62 contratos de crédito. A redução de custo dos financiamentos concedidos pelo programa tem superado os 20% esperados, chegando a 40% em alguns casos.

As informações foram divulgadas ontem (1º) pelo coordenador executivo do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp), José Renato Ferreira de Almeida, no Seminário sobre o Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores de Petróleo e Gás, realizado no BNDES, no Rio de Janeiro.

O acesso ao crédito foi um dos gargalos apontados pelos palestrantes como inibidor da capacidade de produção da indústria nacional de petróleo e gás. Ao comentar o assunto, o coordenador do Prominp citou as linhas de crédito abertas pelo BNDES para o segmento e o Programa Progredir, como via complementar no financiamento de capital de giro. Essas novas ferramentas visam a ampliar o acesso ao crédito, inclusive com custos reduzidos para o tomador.

O Progredir, que  faz parte das ações estratégicas previstas pelo Plano de Negócios da Petrobras 2011-2015, busca o fortalecimento e a ampliação da cadeia produtiva, explicou Almeida. O programa foi desenvolvido em parceria com os seis maiores bancos de varejo do país - Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, HSBC e Santander - e com o Prominp. Como alcança até o 4º elo da cadeia de fornecedores da Petrobras, o universo estimado de tomadores potenciais de recursos é de aproximadamente 250 mil empresas.


Novas categorias profissionais

Ao falar da qualificação de pessoal como um trabalho essencial para atender a outro gargalo apontado pela indústria do setor, o coordenador executivo do Prominp afirmou que o próximo processo seletivo vai incluir, além das 185 categorias profissionais hoje existentes, o treinamento em atividades específicas, entre elas operador de simuladores, operador de guindastes de plataformas offshore, oficial de barcos de apoio e piloto de helicóptero.

Até o momento, 78 mil pessoas concluíram cursos gratuitos para atuar no setor. José Renato Ferreira de Almeida informou que, até 2014, serão investidos R$ 554 milhões para qualificar mais 212 mil profissionais. “Há inúmeras oportunidades no segmento de petróleo geradas pelo montante que a Petrobras investirá nos próximos anos em novos projetos. O cenário para investimentos que vislumbrem a ampliação do conteúdo nacional na atividade se estenderá pelos próximos dez a 15 anos. Isso inclui, indistintamente, empresas de todos os portes e de regiões geográficas diferenciadas”, destacou Almeida para os empresários que participaram do evento.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar