acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Responsabilidade Social Empresarial

Projeto social patrocinado pela Promon é citado entre os melhores do mundo por relatório da ONU

21/07/2010 | 13h03
Os cerca de 1500 líderes de governo e de grandes companhias que estiveram reunidos para Reunião de Líderes do Pacto Global 2010 (The Global Compact Leaders Summit 2010), realizada em Nova Iorque (EUA), no mês de junho, tiveram a oportunidade de conhecer as melhores práticas e projetos sociais desenvolvidos pelas empresas signatárias do Pacto Global das Nações Unidas. Entre os 30 melhores projetos citados por um dos relatórios da ONU está o “Artes na Periferia”, que é desenvolvido pela entidade social Casa do Zezinho e conta com o patrocínio da Promon Engenharia, empresa do Grupo Promon reconhecida por sua competência em engenharia, gerenciamento de empreendimentos e forte capacidade empreendedora.  

 

O projeto tem por objetivo propiciar às famílias das comunidades do Parque Santo Antônio, Parque Maria Helena e adjacências na zona sul da cidade de São Paulo, uma ocupação cultural nos finais de semana. Com base na constatação de que o índice de violência é maior nessas regiões aos finais de semana, o Projeto é uma resposta à carência de atividades artísticas e culturais para as famílias que moram no local. Com o Artes na Periferia, as famílias podem assistir e participar de apresentações musicais, teatrais, visuais, de literatura, vídeo e passeios culturais, além de uma oficina de artesanatos para os adultos.

 

“Foi muito gratificante receber o relatório durante o Leaders Summit e verificar que o Artes na Periferia estava entre os 30 melhores do mundo. Dada a proposta do encontro, que maximizou a interação entre participantes de diferentes países, tivemos a oportunidade de compartilhar essas experiências bem sucedidas e conhecer o que tem sido desenvolvido em termos de responsabilidade social em países como a China, por exemplo”, relata Fábio Risério, gerente de responsabilidade social da Promon.

 

Risério destaca que a Promon é signatária do Pacto das Nações Unidas desde 2006 e hoje ocupa uma posição de protagonismo no Comitê Brasileiro, que é formado por 35 representantes de empresas, federações empresariais e organizações da sociedade civil. “Hoje está muito claro que para vislumbrar um mundo mais sustentável é indispensável essa mobilização da sociedade civil, incluindo as empresas”, diz. “O sucesso do Artes na Periferia se deve, em grande medida, a atuação de diferentes atores sociais com um único objetivo: desenvolver práticas que tragam contribuições efetivas para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, completa.

 

A parceria entre o Grupo Promon e a Casa do Zezinho completou dez anos em 2009. Ao longo dessa década de parceria, cerca de cento e cinquenta mil crianças e jovens participaram de 232 espetáculos, 381 sessões de cinema, 84 culturais e 26 oficinas.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar