acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

Projeto de sintonia de malha reverte perdas de US$ 500 mil

28/05/2004 | 00h00

A P-25 chegou a perder cerca de US$ 500 mil, de janeiro de 2003 a maio de 2004, em razão de problemas de sintonia de malha, mas poderá ser a plataforma de grande porte com o maior índice de aproveitamento de gás natural. A estimativa é de que o índice chegue a 93%, devido ao projeto piloto de sintonia de malha implantado pela Chemtech em parceria com a Petrobras nos turbocompressores da plataforma. O investimento no projeto foi de R$ 30 mil, segundo o engenheiro de equipamento Luiz Alberto de Carvalho Faria, encarregado da área de turbocompressão da P-25.
A solução apresentada pela Chemtech foi baseada na aplicação do programa InTune, de verificação de sintonias. A partir da implantação da solução, a plataforma passou a utilizar melhor o gás de baixa pressão e reduziu a praticamente zero o fenômeno do surge, que em linhas gerais promove uma reversão de gás nos compressores e pode chegar a provocar a parada das máquinas. "Cada queda de surge representa uma perda média de US$ 2 mil, com uma queima extra de 20 mil m³ de gás. Com a máquina fora de sintonia esse fenômeno ocorria com maior freqüência e por isso decidimos verificar", explica Faria, que adverte a possibilidade de que outras plataformas da Petrobras possam ter o mesmo problema de surge da P-25. 
A P-25 opera no campo de Albacora, na Bacia de Campos, e produz diariamente cerca de 110 mil barris de petróleo e 2,7 milhões de m³ de gás. Segundo o Faria, "em plataformas menores o índice de aproveitamento de gás supera os 93%, mas na P-25 chegar a este percentual é quase um sonho."
O trabalho conjunto realizado pela Petrobras e a Chemtech será apresentado no próximo Fórum de Turbomaquinas da Petrobras, previsto para novembro, em Macaé (RJ). Nesta quinta-feira (27/05), alguns resultados do trabalho foram explicados durante o I Encontro de Soluções Chemtech para Offshore.
Durante o encontro a empresa também apresentou trabalhos realizados no Brasil e no exterior nas áreas de automação industrial, engenharia básica, desenvolvimento de software, análise de riscos, sintonia, controle, simulação e toda a gama de serviços que oferece.

 

 



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar