Petrobras- 213x420
acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Prominp

Programa quer qualificar torrista, sondador e piloto de helicóptero

25/11/2011 | 10h29
O coordenador executivo do Prominp, José Renato Ferreira de Almeida, anunciou ontem (24) durante o 8º Encontro Nacional do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural), que acontece até hoje (25) em São Luís (MA), os desafios e metas para que o setor de petróleo e gás avance em capacidade produtiva e competitividade até 2020. Na ocasião, Ferreira de Almeida lançou o ‘Prominp 2020’, conceito que vai permear as ações do Programa ao longo da década com o objetivo de ampliar a participação do conteúdo nacional no setor de petróleo e gás natural.

Ele informou que, diante das perspectivas de forte crescimento da atividade, inclusive a exploração da camada do pré-sal, os próximos processos seletivos do Prominp deverão incorporar novos cursos de conteúdo avançado e de alta especialização, a serem realizados em parceria com as empresas. Entre essas categorias profissionais com carência de pessoal estão as de torrista, sondador e piloto de helicóptero. Também está sendo estudada a renovação de convênio com a Marinha para ampliação das vagas anuais de formação de oficiais.

Na área da atividade industrial, o coordenador do Prominp frisou a necessidade de avanços da capacidade produtiva e da competitividade para suprir a demanda crescente. Ele reconheceu a urgência de equacionar questões estruturais e sistêmicas ligadas, entre outras, a tributação, financiamento, infraestrutura, regulação, tecnologia e meio ambiente, além da relação cliente-fornecedor. “A gente já sabe o que fazer. É preciso ganhar escala e otimizar o tempo para viabilizar a implementação de ações no médio e longo prazo capazes de consolidar a posição de liderança do Brasil na atividade mundial de petróleo e gás”, ressaltou.

As novas projeções indicam a necessidade de qualificar 265 mil profissionais até 2020, para que a demanda de mão de obra, por parte dos empreendimentos da Petrobras, sejam atendidas. Desde 2006, a qualificação gratuita do Prominp já formou 79 mil pessoas em 17 estados.


Refinaria Premium I

Durante a solenidade de abertura, realizada no dia (23), o secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Naturais do Ministério das Minas e Energia, Marco Antonio Martins de Almeida, destacou o momento positivo que vive o Maranhão, com a instalação da Refinaria Premium I, e o Brasil, com o setor petrolífero. “O mundo já reconheceu o poder do setor no Brasil e quer construir parceria com o país. Por isso, precisamos pensar o Prominp nos próximos anos para contribuir com o processo de desenvolvimento do setor”, acrescentou o secretário.

Na sessão de encerramento do 8º Encontro Nacional do Prominp, prevista para acontecer às 12h30 de sexta-feira, dia 25, serão apresentadas as conclusões do Comitê Executivo para fomento da atividade e ampliação do conteúdo nacional no setor de petróleo e gás.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar