acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Leilão da ANP

Produtores vendem 45 milhões de litros de biodiesel

15/02/2007 | 00h00

O combustível  foi vendido pelos produtores Indústria  Brasileira de Resinas (IBR) (BA), Granol (Goiás), Brasil Ecodiesel – unidades de Iraquara (BA) e Crateús (CE)) –
e adquirido pela Petrobras (com 93 % do total) e pela Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP), que arrematou o restante. O resultado do leilão, porém, é parcial devido a
recurso de uma das empresas participantes, que ainda será analisado pela ANP.

        A  venda dos 45 milhões de litros somou R$ 83.796.383,51. O deságio médio foi de 2,22% sobre o preço estimado de R$ 1.904,51 por metro cúbico de combustível.  As ofertas da Granol tiveram deságio de 1,72%, as feitas
pela  IBR de 1,01%  e as da Brasil Ecodiesel de Iraquara e Crateús de 5,17% e 5,88%, respectivamente.

        O lote número quatro, de cinco mil metros cúbicos foi o único a não ser  vendido por causa de um erro que não pôde ser corrigido a tempo pelo sistema. Além das empresas que venderam biodiesel, também participaram a Fertibom  (Catanduva, SP), a Agropalma (Belém, PA), a Bio Capital
(Charqueada, SP) e a unidade da Brasil Ecodiesel de Floriano (PI).

        A  ANP utilizou o sistema ComprasNet, do Banco do Brasil, que é usado por diversos órgãos públicos do Governo Federal para a compra de bens e serviços. Outra novidade do Quinto Leilão foi o preço estimado, que poderia ser ultrapassado pelas ofertas das empresas vendedoras. Até o
Quarto Leilão, a ANP definia um preço teto, que  não  podia  ser ultrapassado nas ofertas.

       Neste  leilão, ANP também dividiu os 50 mil metros cúbicos de biodiesel  em  lotes de 5 mil a 500 metros cúbicos, com o objetivo de aumentar  a  competitividade  entre os  participantes, que até o Quarto Leilão podiam fazer apenas uma oferta, sem chance de modificá-la depois.

        O objetivo dos leilões é garantir aos produtores de biodiesel e aos agricultores,  especialmente  os  que  praticam  agricultura familiar, um  mercado para a venda  de sua produção, criando empregos e aumentando a inserção  social  no campo. Há previsão de que até dezembro deste ano sejam
adquiridos perto de um bilhão de litros de biodiesel. A partir de 2008, a adição de  2%  de  biodiesel  ao  diesel  derivado  de  petróleo,  hoje facultativa, passará a  ser obrigatória em todo o país.



Fonte: ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar