acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
E&P

Produção privada de petróleo cresceu 48%

13/03/2007 | 00h00

Em janeiro, média foi de 37 mil barris por dia no país

A produção privada de petróleo no Brasil atingiu os 37 mil barris por dia em janeiro deste ano, volume 48% superior ao registrado há um ano.

Segundo dados divulgados ontem pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o país produziu uma média de 1,822 milhão de barris de petróleo por dia no primeiro mês de 2007. A maior parte deste volume, 1,785 milhão, foi extraída pela Petrobras.

Além da estatal, produzem petróleo no Brasil a anglo-holandesa Shell e a espanhola Repsol, além de pequenas companhias proprietárias de campos terrestres, que extraem menores volumes. Shell e Repsol são parceiras da Petrobras - a primeira, no campo de Bijupirá-Salema e a segunda, em Albacora Leste, ambos na Bacia de Campos.

O nível total de produção calculado pela ANP representa um aumento de 2,6% com relação ao volume registrado em janeiro do ano passado. Na comparação com o mês anterior, porém, a produção de janeiro de 2007 caiu 2,7%, movimento provocado, principalmente, pela parada para manutenção da plataforma P-37, da Petrobras, no campo de Marlim.

A produção privada, no entanto, também registrou queda nessa comparação, passando dos 42 mil barris por dia registrados em dezembro para 37 mil barris por dia em janeiro. A ANP não informa o motivo da redução.

Outras três empresas privadas planejam produção de petróleo ou gás na costa brasileira: Devon, El Paso e Norsk Hydro, que já descobriram reservas comerciais. A americana Devon tem o projeto mais avançado, batizado de Polvo, com início da produção prevista para julho. A El Paso, também dos Estados Unidos, apresentou plano à ANP indicando início da produção em Pinaúna, na Bahia, no final do ano. Já a norueguesa Norsk Hydro só deve iniciar as operações do campo de Peregrino, na Bacia de Campos, em 2009. As reservas foram descobertas pela canadense Encana, que decidiu passar sua fatia no projeto adiante.



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar