acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Produção líbia de petróleo deve voltar ao normal até o fim de 2012

01/09/2011 | 17h54
O executivo-chefe da ENI, a estatal de energia da Itália, Paolo Scaroni, disse que o novo governo líbio respeitará todos os atuais contratos de petróleo e gás natural e que a produção petrolífera deverá retornar aos níveis anteriores à guerra civil até o final de 2012, informa o Wall Street Journal.

A Líbia produzia 1,6 milhão de barris diários antes do começo da rebelião contra Muamar Kadafi, em fevereiro, mas a atividade foi quase suspensa, enquanto as exportações foram completamente interrompidas quando a violência aumentou. A suspensão no fornecimento criou uma dor de cabeça para muitas refinarias europeias, que dependem pesadamente do petróleo da Líbia.

Scaroni se disse confiante de que a ENI será capaz de colocar em rápido funcionamento seus campos de petróleo e gás porque não existem sinais de um vandalismo deliberado contra as instalações, embora veículos, bombas e geradores tenham sido roubados e alguns campos deverão ser limpos de minas terrestres.

A ENI era a maior petrolífera estrangeira a operar na Líbia antes do começo da guerra civil, com uma produção diária de 280 mil barris no ano passado. Ao contrário de outras empresas ocidentais, não deixou completamente o país após o começo dos conflitos e continuou a bombear gás natural para algumas termelétricas locais, mesmo no auge dos confrontos. As informações são da Dow Jones.


Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar