acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Produção da OGX em Waimea cai para 10,3 mil boe/dia

09/11/2012 | 12h22

 

A produção da OGX, petrolífera do grupo EBX de Eike Batista, no complexo de Waimea, na bacia de Campos, registrou queda para 10,3 mil barris de óleo equivalente por dia em outubro, ante os 10,4 mil boe/dia em setembro, informou a companhia em comunicado divulgado na terça-feira (6).
Segundo o comunicado, a média de produção por poço em outubro foi de 5,2 mil boe/dia, a mesma do mês anterior, dentro do nível de produção estabelecido, "ainda sem injeção de água".
"Além da tecnologia de injeção de água, utilizaremos também tecnologias de fraturamento químico hidráulico e outras tecnologias conhecidas na indústria para otimizar a produção", projetou a OGX no comunicado.
Os dois poços da OGX produziram juntos e sem interrupção no mês pela primeira vez em setembro e em outubro.
O poço OGX-26, que havia paralisado suas operações em junho para a troca de um equipamento, voltou a operar em agosto. Houve queda na produção total do complexo para 7 mil barris por dia em julho, ou 23,9 por cento ante unho.
Em agosto, a companhia recuperou a produção para 10,6 mil barris de óleo por dia.

A produção da OGX, petrolífera do grupo EBX de Eike Batista, no complexo de Waimea, na bacia de Campos, registrou queda para 10,3 mil barris de óleo equivalente por dia em outubro, ante os 10,4 mil boe/dia em setembro, informou a companhia em comunicado divulgado na terça-feira (6).


Segundo o comunicado, a média de produção por poço em outubro foi de 5,2 mil boe/dia, a mesma do mês anterior, dentro do nível de produção estabelecido, "ainda sem injeção de água".


"Além da tecnologia de injeção de água, utilizaremos também tecnologias de fraturamento químico hidráulico e outras tecnologias conhecidas na indústria para otimizar a produção", projetou a OGX no comunicado.


Os dois poços da OGX produziram juntos e sem interrupção no mês pela primeira vez em setembro e em outubro.


O poço OGX-26, que havia paralisado suas operações em junho para a troca de um equipamento, voltou a operar em agosto. Houve queda na produção total do complexo para 7 mil barris por dia em julho, ou 23,9% ante unho.


Em agosto, a companhia recuperou a produção para 10,6 mil barris de óleo por dia.

 



Fonte: Agência Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar