acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Instalações offshore

Príncipe da Noruega conhece projeto de robótica da Petrobras em parceria com Statoil

18/11/2015 | 10h12
Príncipe da Noruega conhece projeto de robótica da Petrobras em parceria com Statoil
Agência Petrobras Agência Petrobras

 

O príncipe da Noruega Haakon Magno e sua comitiva conheceram as instalações do Centro de Pesquisas da Petrobras em visita realizada hoje, dia 17 de novembro, e viram uma demonstração realizada sob condições industriais simuladas do protótipo do robô Doris, que conta com financiamento da Petrobras e da empresa de petróleo norueguesa Statoil.  
Desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o sistema robótico móvel para inspeção remota de instalações offshore, batizado de Doris, permite um monitoramento frequente com possibilidade de pequenas intervenções em áreas com estrutura complexa e pouca acessibilidade.  
Trata-se de um veículo teleoperado cuja movimentação se dá por meio de trilhos. Ele é capaz de captar e analisar áudio, vídeo, imagens térmicas, vibração e composição atmosférica. Possui processamento inteligente para diagnóstico e alarmes. Além disso, ele pode ser instalado em plataformas que já se encontram em operação, sem necessidade de re-projeto. Ainda não há previsão para testes de campo com o robô Doris.

O príncipe da Noruega Haakon Magno e sua comitiva conheceram as instalações do Centro de Pesquisas da Petrobras em visita realizada hoje, dia 17 de novembro, e viram uma demonstração realizada sob condições industriais simuladas do protótipo do robô Doris, que conta com financiamento da Petrobras e da empresa de petróleo norueguesa Statoil.  

Desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o sistema robótico móvel para inspeção remota de instalações offshore, batizado de Doris, permite um monitoramento frequente com possibilidade de pequenas intervenções em áreas com estrutura complexa e pouca acessibilidade.

Trata-se de um veículo teleoperado cuja movimentação se dá por meio de trilhos. Ele é capaz de captar e analisar áudio, vídeo, imagens térmicas, vibração e composição atmosférica. Possui processamento inteligente para diagnóstico e alarmes. Além disso, ele pode ser instalado em plataformas que já se encontram em operação, sem necessidade de re-projeto. Ainda não há previsão para testes de campo com o robô Doris.

 



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar