acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Refinaria

Primeira subestação da Refinaria Abreu e Lima começa a funcionar

24/01/2013 | 10h46
Primeira subestação da Refinaria Abreu e Lima começa a funcionar
Tanques da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco Tanques da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco

 

Primeira subestação da Refinaria Abreu e Lima começa a funcionar
 
A primeira subestação da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Recife (PE), foi energizada na última sexta-feira, dia 18. Executada pela Alusa Engenharia S/A, a subestação foi conectada à rede básica da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf).
 
Segundo Luciano Rodrigues, gerente de Comissionamento da Alusa Engenharia, essa subestação é o ponto de partida da operação no empreendimento, que já conta com outras seis grandes subestações, também construídas pela Alusa Engenharia. 
 
Até o final de março deste ano, a Alusa entregará mais três subestações com capacidade total de 600MVA. “Distribuídas em pontos estratégicos, esse complexo de grandes subestações alimentará subestações de menor porte, responsáveis pela distribuição de energia às diversas áreas de processamento da refinaria”, destaca Rodrigues.

A primeira subestação da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Recife (PE), foi energizada na última sexta-feira (18). Executada pela Alusa Engenharia S/A, a subestação foi conectada à rede básica da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf).

 
Segundo Luciano Rodrigues, gerente de Comissionamento da Alusa Engenharia, essa subestação é o ponto de partida da operação no empreendimento, que já conta com outras seis grandes subestações, também construídas pela Alusa Engenharia. 

 
Até o final de março deste ano, a Alusa entregará mais três subestações com capacidade total de 600MVA. “Distribuídas em pontos estratégicos, esse complexo de grandes subestações alimentará subestações de menor porte, responsáveis pela distribuição de energia às diversas áreas de processamento da refinaria”, destaca Rodrigues.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar