acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
P-51

Primeira plataforma construída totalmente no país deverá chegar à Bacia de Campos hoje

15/12/2008 | 09h18
Primeira plataforma construída totalmente no país deverá chegar à Bacia de Campos hoje
Primeira plataforma construída totalmente no país deverá chegar à Bacia ... Primeira plataforma construída totalmente no país deverá chegar à Bacia ...

A plataforma P-51, a primeira unidade do tipo semi-submersível totalmente construída no Brasil, deverá chegar à Bacia de Campos, no norte Fluminense, nesta segunda-feira (15) ou terça-feira (16). A plataforma, porém, só entrará em operação em janeiro do próximo ano, no campo de Marlim Sul.

 

Com custo aproximado de US$ 1 bilhão, a P-51 foi montada no Estaleiro Bras Fels, em Angra dos Reis, gerando mais de quatro mil empregos diretos e 12 mil indiretos.

 

Segundo a Petrobras, a obra faz parte do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do Plano de Antecipação da Produção de Gás Natural  (Plangás) e do Plano Diretor de Escoamento e Tratamento (PDET)  da Bacia de Campos, sistema logístico estratégico para o escoamento de petróleo e gás produzidos nessa região.

 

Com capacidade para produzir até 180 mil barris diários de petróleo, a unidade será ancorada a uma profundidade de 1.255 metros e a 150 quilômetros da costa.

 

Em entrevista dada na semana passada à Agência Brasil, o gerente de Empreendimentos do campo de Marlim Sul, Roberto Moro, disse que a nova unidade, além de contribuir com os planos da Petrobras de aumento da produção e da manutenção da auto-suficiência na produção de petróleo, é um marco no processo de retomada da indústria naval brasileira.

 

Moro informou, ainda, que a unidade deverá iniciar a sua produção com  uma extração diária de cerca de 10 mil a 20 mil barris de petróleo, atingindo a plena carga entre o final de 2009 e o início de 2010.

 

Com conteúdo nacional de bens e serviços acima de 75%, a P-51 foi uma obra pioneira em muitos aspectos, com destaque para a produção do primeiro casco semi-submersível brasileiro e para a operação de deck mating, união da parte superior da plataforma ao casco. “Esta sofisticada operação foi concluída em apenas 24 horas, confirmando a capacitação da engenharia naval brasileira”, disse Moro.

 

A P-51 será interligada  a uma linha de produção composta por 19 poços, sendo dez deles produtores de óleo e gás e nove injetores de água.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar